Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Christie’s avalia joias e objetos de Liz Taylor em US$ 30 mi

Casa fará leilão entre 13 e 16 de dezembro, na sua sede em Nova York. O objeto mais cobiçado é um anel de diamantes com aro de platina de 33 quilates, avaliado em até 3,5 milhões de dólares

Por Da Redação 8 set 2011, 13h31

A Christie’s ofereceu nesta quarta-feira novos detalhes do leilão que organizará em dezembro em Nova York da coleção de joias, obras de arte e peças de vestuário pertencentes à falecida atriz Elizabeth Taylor, um lote de 269 peças avaliado em 30 milhões de dólares. “A magnífica coleção de joias de Elizabeth Taylor promete captar a atenção da temporada de leilões de outono”, afirmou o presidente da Christie’s America, Marc Porter, em comunicado de imprensa.

O objeto mais cobiçado do leilão será um anel de diamantes com aro de platina de 33 quilates, com o qual a casa espera arrecadar até 3,5 milhões de dólares. “Meu anel me dá o sentimento mais estranho de beleza”, disse um dia a diva sobre esta espetacular joia, presente do grande amor de sua vida, o ator Richard Burton.

Destaque também para outras peças, como A Peregrina, um colar decorado com rubis, diamantes e pérolas perfeitamente simétricas que data do século XVI e tem preço inicial de 2 milhões de dólares, e um anel com as mesmas pedras preciosas que deve arrecadar até 1,5 milhão de dólares.

O leilão acontecerá entre 13 e 16 de dezembro na sede da Christie’s, no Rockefeller Center de Nova York, e além das joias incluirá obras de arte e peças de vestuário de Taylor. Uma parte da arrecadação com o valor da entrada à exposição, assim como dos eventos e publicações relacionados a ela, será destinada à The Elizabeth Taylor Aids Foundation, fundada pela atriz em 1991 para atuar na luta contra a aids.

Antes do leilão, as joias percorrerão vários países em uma exposição itinerante pelas filiais da Christie’s em Moscou, Londres, Los Angeles, Dubai, Genebra, Paris e Hong Kong antes de chegar a Nova York, onde a coleção estará disponível ao público durante dez dias.

Elizabeth Taylor faleceu em março de 2011, aos 79 anos, vítima de um problema cardíaco. Durante os leilões realizados no segundo trimestre deste ano, tiveram especial relevância as vendas de retratos da atriz, especialmente os produzidos pelo pai da “pop art”, Andy Warhol. Um deles, intitulado Liz 5, foi arrematado por quase 27 milhões de dólares.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade