Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Bel Coelho diz que conversou com Michele: ‘Desejei tudo de bom’

Chef, que acusou a vencedora do ‘MasterChef’ de copiar uma sobremesa, afirma que se sentiu invadida de início, mas depois reconsiderou

Por Meire Kusumoto Atualizado em 23 ago 2017, 16h05 - Publicado em 23 ago 2017, 15h29

Acusada de ter copiado uma sobremesa de Bel Coelho na final do MasterChef Brasil, Michele Crispim procurou a chef nesta quarta-feira pelo Instagram. Em uma mensagem privada, a vencedora do reality da Band afirmou que Bel é uma grande inspiração para ela e deu a entender que chegou a dizer, durante a gravação do programa, que a sobremesa havia sido criada pela chef, mas que a edição da atração deixou essa parte de fora no episódio que foi ao ar. “Eu disse a ela que fui vaidosa e infantil e desejei tudo de bom”, diz Bel a VEJA.

A chef, que fez um post no Instagram na noite desta terça afirmando que Michele havia copiado seu tartare de abacaxi, tapioca e baba de moça e não dado o crédito, diz que se arrependeu da postagem em seguida. “Quando vi a sobremesa, não me senti homenageada, me senti um pouco invadida. Acabei agindo de maneira impulsiva”, diz a VEJA. “Mas, honestamente, é só uma receita e é só um programa de TV. Isso que aconteceu foi uma bobagem, é irrelevante. O que importa é que uma mulher venceu e quer seguir nessa profissão, que é super difícil.”

Bel conta que ficou chocada com a reação do público na internet, que passou a criticá-la após sua postagem. “É uma loucura, parece que eu assassinei alguém. Fiquei meio chocada, é uma energia pesada, ruim. As pessoas estão irascíveis, elas desejam a morte. Nunca tinha vivido isso nessa magnitude”, diz.

A chef também nega os rumores de que sua relação com Paola Carosella, uma das juradas do MasterChef, tenha sido estremecida depois que Lucas Furtado, da segunda edição do programa, desistiu de um estágio com a argentina para trabalhar com Bel. “Eu não sabia que ela tinha oferecido um estágio ao Lucas. Ele me procurou e eu ofereci um estágio de três ou quatro dias apenas, ele nunca integrou a minha equipe”, diz. “Eu e a Paola nos falamos, eu a admiro demais. Inclusive, estou fazendo um livro com o marido dela (Jason Lowe, que é fotógrafo), ela que me indicou.” Segundo Bel, o livro vai tratar de um cardápio que ela criou para seu restaurante cerca de três anos atrás inspirado no Candomblé.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)