Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

’50 Tons de Cinza’: saiba quem disse não ao filme

Ryan Gosling e Shailene Woodley estão entre os profissionais que não toparam viver Christian Grey e Anastasia Steele no cinema

Por Da Redação 4 set 2013, 17h22

A demora na escolha dos atores para os papéis de Christian Grey e Anastasia Steele na versão cinematográfica de Cinquenta Tons de Cinza aconteceu não só para criar um suspense, mas também porque diversos atores cotados recusaram os papeis.

ENQUETE: Você aprova a escolha do elenco de ’50 Tons de Cinza’?

Segundo uma fonte da produção do filme ouvida pelo site The Hollywood Reporter, antes de Charlie Hunnam e Dakota Johnson serem anunciados como protagonistas, vários atores e atrizes foram abordados. Entre eles, Ryan Gosling, um dos mais cobiçados pelo estúdio Universal. O ator, contudo, não estava interessado na história. Garrett Hedlund, de Tron: O Legado (2010), recusou o convite em julho, por não se sentir “conectado” com o personagem. O pouco conhecido ator britânico Christian Cooke também recusou a proposta de viver Grey no cinema. Até mesmo o escolhido final, Charlie Hunnam, se mostrou relutante, mas assinou o contrato para os três filmes da franquia em agosto, em reunião com os produtores.

LEIA TAMBÉM:

Escolha de atores de ’50 Tons’ decepciona fãs

Fãs de ’50 Tons’ fazem abaixo-assinado por troca de atores

Continua após a publicidade

Autora queria Robert Pattinson como Christian em ’50 Tons’

Para o papel de Anastasia, a atriz Felicity Jones, de Loucamente Apaixonados (2011), era uma das favoritas da produção, mas foi descartada pela idade. Felicity, 30, é nove anos mais velha que a personagem dos livros, que tem 21. Além disso, a atriz não teria topado as cenas de nudez propostas pela produção. Já para a autora E.L. James, a melhor escolha seria a jovem estrela Shailene Woodley, de Os Descendentes (2011), que recusou o papel por conflito de agenda: ela estará comprometida com a divulgação da franquia Divergente na mesma época das gravações de Cinquenta Tons de Cinza. No fim, Dakota Johnson ganhou pontos por ser a favorita da diretora do filme, Sam Taylor-Johnson, e conquistou o papel.

Segundo o site da revista, um dos motivos para tantas recusas é a apreensão em relação ao filme, a adaptação de um best-seller erótico que pode ser tanto um grande sucesso como um fiasco capaz de atrapalhar a carreira de ambos os atores.

LEIA TAMBÉM:

‘Cinquenta Tons de Cinza’ banaliza violência contra a mulher, diz estudo

Autora de ’50 Tons de Cinza’ é a mais bem paga do mundo

Rejeição – Assim como aconteceu com Ben Affleck depois do anúncio de que o ator seria o próximo Batman nas telas, os protagonistas da versão cinematográfica do best-seller Cinquenta Tons de Cinza foram rejeitados pelos fãs da série, que organizaram um abaixo-assinado pedindo que Charlie Hunnam e Dakota Johnson sejam substituídos. Os fãs pedem que Matt Bomer, protagonista da série White Colar, e Alexis Bledel, a adolescente Rory da extinta série Gilmore Girls, vivam os personagens no filme.

Continua após a publicidade
Publicidade