Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
#VirouViral Por Duda Monteiro de Barros Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

Por que Fernanda Gentil foi ‘cancelada’ nas redes (e como ela se explicou)

Comentários feitos pela apresentadora da Globo foram considerados racistas e homofóbicos; em post no Instagram, ela respondeu com um 'textão'

Por Da Redação Atualizado em 28 out 2019, 08h17 - Publicado em 28 out 2019, 08h15

Depois de MC Gui e de Raul Seixas, as redes sociais ‘cancelaram’ Fernanda Gentil.

Poderia ter sido uma reação tardia ao programa de TV Se Joga, uma espécie de game show de fofocas que, capengando na audiência, virou motivo de chacota virtual. Mas não. O motivo agora é outro: uma entrevista da apresentadora da Globo ao jornal Folha de S. Paulo rendeu um tiroteio de tuítes raivosos na tarde de domingo, 27.

Para a jornalista Mônica Bergamo, ela falou sobre racismo e homossexualidade. Em um trecho, disse respeitar “quem acha um crime beijo gay” e “quem infelizmente é racista”, mas afirmou não concordar com violência. “Não torço para ter um filho gay, porque o Brasil não é um ambiente 100% seguro”, afirmou. Na manchete, uma frase à Damares Alves: ‘Não vou vestir meu filho de rosa só pra mostrar que sou modernosa’.

Nas redes, os argumentos sobre racismo e homofobia deixaram um sabor amargo. Há quatro anos, Fernanda é casada com a também jornalista Priscila Montandon – e nunca escondeu sua vida íntima. Incoerente? Confira a repercussão:

 

Continua após a publicidade

Na noite de domingo, Fernanda foi às redes sociais para se explicar sobre o caso. Em um longo texto – e, depois, em uma live no Instagram, ela relativizou as “mais de duas horas” de entrevista. “Nesse novo contexto, eu virei dona de uma ideologia absurda”, disse. A apresentadora ainda afirmou que “não existe respeitar a homofobia, o racismo, a gordofobia”. “O que eu respeito são as diferentes nuances de um assunto; até porque eu também tenho as minhas, e são diferentes de um monte de gente; e eu exijo respeito.”

O perfil de Fernanda no Twitter tem 1,2 milhão de seguidores. No Instagram, são 5,8 milhões. Confira, na íntegra, o post que ela publicou nas redes sociais sobre a entrevista:

View this post on Instagram

Sobre (não!!!!) respeitar. E ainda sobre isso, queria falar com vocês olho no olho 😌. Vamos? Bora encontrar 23:15h aqui ao vivo? Espero vocês 🙏❤️!

A post shared by Fernanda Gentil (@gentilfernanda) on

Depois da resposta de Fernanda, os ânimos dos internautas parecem ter sido acalmados. O ‘cancelamento’ está suspenso? Ainda não. Mas, na velocidade com que o termômetro de amor e ódio é operado nas redes sociais, a tendência será que a polêmica seja rapidamente trocada por outra – e que acabe virando tema de programas frívolos de TV como aquele que a própria Fernanda apresenta. Ainda hoje, possivelmente.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês