Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

Jorge Vercillo crê em ETs e refuta Darwin: ‘O ser humano não vem da Terra’

Ao comemorar 30 anos de carreira com turnê, cantor expõe suas polêmicas visões de mundo(s)

Por Valmir Moratelli Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 12h35 - Publicado em 8 abr 2024, 10h27

Jorge Vercillo celebra 30 anos de carreira, com a qual produziu quinze álbuns e quatro DVDs, somando a impressionante marca de 1 bilhão de plays em clássicos atemporais, como Que Nem Maré, Homem Aranha, Monalisa, entre outros. Aos 55 anos, inicia turnê para a comemoração da data e lança, ao lado da uruguaia Meri Deal, o single Tu Sabes, num misto de ritmos latinos, flamencos e afrobeat, já disponível nas plataformas digitais. As mesmas plataformas, aliás, que ele mantém olhar crítico quanto aos novos tempos da indústria fonográfica. É este olhar crítico que o mantém firme nas palavras que profere quando o assunto é sua visão de mundo. Sem medo de polêmicas, algumas já expostas em redes sociais, Vercillo conversa com a coluna GENTE – defende que exista vida em outros planetas, diz que a teoria da evolução de Charles Darwin (1809-1882) deveria ser revista e relata suas experiências extracorpóreas.

 

‘COMPOSITORZINHO DE SEGUNDA MÃO’. “Nunca é tranquilo lidar com ignorância. Passei anos compondo com Ed Motta, Marcos Valle, Leila Pinheiro e tinha um patrulhamento babaca no Brasil me chamando de ‘compositorzinho de segunda mão’. Imagina o que falariam do mercado hoje em dia. Mas me sinto vencedor, quando nos 30 anos de carreira, não só Marcos Valle me chama para fazer música, mas o Ferrugem, grande nome do pagode”.

REINVENTANDO-SE. “Jovens sempre vêm atrás de mim para compor junto. E isso é uma felicidade, porque aprendo. Dou continuidade a esse frescor sonoro misturando a minha MPB, mais tradicional, com o pop atual, mais contemporâneo”.

30 ANOS DE CARREIRA. “Estou num limbo: entre os orixás, do tipo Caetano e Gil, e o pessoal mais novo. Não sou garoto, mas também não sou tão idoso. Ainda jogo futebol, estou sempre andando de bicicleta. Fiquei tocando quase 10 anos na noite para começar a ter oportunidade e gravar um disco. E hoje em dia a gente aprende a cada momento com as plataformas digitais. Meu filho mais velho, Vini Vercillo, iniciando como compositor, descobriu meus números no Youtube. Ele e a equipe contabilizaram mais de um bilhão de streamings. Foi uma surpresa”.

O AUGE. “Foi no momento em que gravei meus primeiros álbuns. O Encontro das Águas, que saiu em vinil, com duas músicas em novelas. Mas ainda tocava na noite, nos bares. Aí chegou um colega de profissão e disse: ‘não é para você estar aqui, é para estar fazendo show’”.

Continua após a publicidade

HOMO SAPIENS ALIENÍGENA. “Quem me conhece intimamente sabe que sou um cara muito louco. Acredito em vida extraterrestre, que o ser humano não é da Terra, porque não tem comportamento da Terra. O homo sapiens se comporta como alienígena. Não tem compaixão com nenhuma outra forma de vida. O ser humano sempre precisou de tecnologia externa para sobreviver. Aos 70 anos, nosso esqueleto não aguenta a gravidade do planeta”.

NA CAUDA DE UM COMETA. “Temos prova de que a vida veio de fora do planeta, de meteoros. Venho contestando Darwin, o que ele mesmo faria se estivesse vivo. Ele não seria tão duro, e reformularia a teoria da evolução, da seleção natural. Esses gênios não são engessados. Mas mesmo quando o pessoal ri, diz que ‘parece papo de maluco’, são coisas legais de falar”.

EXPERIÊNCIA EXTRAFÍSICA. “Saímos do corpo quando dormimos. Só que a gente não se lembra. O pouco que consegui, vi que não era o meu corpo. Isso já me deu segurança danada de saber que vou continuar existindo, mesmo quando abandonar esse corpo. Aconteceu comigo de forma mais enfática no meio de uma turnê. Sem saber, cortei o sono. (Sair do corpo é) Uma sensação deliciosa, é um orgasmo. E orgasmo é uma coisa maravilhosa, estado vibracional dos chacras sexuais. Imagina um orgasmo no corpo inteiro”.

SONHO DE VIDA. “Um amigo me perguntou qual é o meu maior sonho de consumo. São as projeções astrais lúcidas, para eu sair viajando por esse planeta maravilhoso. Ele disse que eu não saio pelos meus medos, minhas cargas emocionais, que ainda estão muito presas”.

CONTATO EXTRATERRESTRE. “Já presenciei algumas bolas de luz em frente à minha casa. Tenho contato com muita gente que teve avistamentos. Falar hoje que estamos sozinhos no universo é um absurdo muito pior do que se considerar no centro dele. Ninguém está preparado para isso (contato extraterrestre), é uma mudança grande de paradigma.”.

HUMANOIDES REPETILIANOS. “A linguagem universal é a telepatia, a gente tem que desenvolver essa capacidade. Coisa que os animais já são, todos são telepatas. Se a gente não consegue ter respeito nem com seres de outra linhagem do planeta, imagina com seres que não imagina que existam. Há humanoides com linhagem de inseto, humanoides com linhagem felinas, de leão, de pantera, reptilianos. Isso na terceira dimensão, ou em outras dimensões”.

Continua após a publicidade

ESPELHO, ESPELHO MEU. “Quer ver um ET? Olha no espelho. Somos os próprios. A vida do nosso sistema solar provavelmente veio de Marte. Mas a linha mais kardecista diz que somos degredados de Capela, um outro sistema solar. Nossas consciências vieram a um planeta menos evoluído”.

NEGACIONISTA NÃO. “Qualquer pessoa inteligente é flexível. Os negacionistas pecam na inflexibilidade dos pensamentos. Ninguém é detentor da verdade. Estamos na terceira dimensão, longe da verdade. Qualquer coisa que se fala é relativa. Mesmo Cristo, as coisas que aquele moço falou, hoje em dia precisam ter outra leitura. Tudo precisa de renovação. O preconceito e o fanatismo estagnam”.

SEM DROGAS, SEM ÁLCOOL. “Não uso droga, não bebo. Já tentei ayahuasca e me tirou a consciência. A união dos vegetais é algo lindo, fui em uma (reunião da seita) na Bahia, a seriedade deles ajudou muita gente, expande a consciência. No meu caso, tenho consciência expandida quando estou compondo, perto da natureza, batendo papo. E já tentei fazer viagem através de maconha, brigadeiro… Mas fiquei abobalhado, não me somou. Nada contra, mas também nada a favor, comigo não funciona. Sou muito mais louco. Estamos em uma pedra viva, uma nave-mãe redonda, viajando a centenas de milhares de quilômetros por segundo no sistema solar, numa realidade que alguns cientistas dizem ser um buraco negro”.

 

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.