Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Marolinha apedeuta – Produção industrial tem pior quadrimestre desde 91

Por Pedro Soares, na Folha: Distante ainda de se recuperar do tombo provocado pela crise, a produção da indústria caiu 14,7% no acumulado de janeiro a abril de 2009, o pior desempenho para esse período desde o início da pesquisa do IBGE, em 1991. Em abril, o recuo ficou no mesmo patamar: 14,8% ante abril […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 5 jun 2024, 22h37 - Publicado em 2 jun 2009, 06h59

Por Pedro Soares, na Folha:
Distante ainda de se recuperar do tombo provocado pela crise, a produção da indústria caiu 14,7% no acumulado de janeiro a abril de 2009, o pior desempenho para esse período desde o início da pesquisa do IBGE, em 1991. Em abril, o recuo ficou no mesmo patamar: 14,8% ante abril de 2008.

Já em relação a março, houve expansão de 1,1% na série livre de influências típicas de cada período. Foi o quarto mês consecutivo de alta nessa base de comparação.

Para Isabela Nunes, técnica do IBGE, o resultado revela uma “gradual e lenta” reação da indústria, sustentada pelo mercado interno graças ao crescimento da renda. Especialistas, por seu turno, não descartam, diante do resultado, retrações do PIB no primeiro e no segundo trimestres deste ano e estimam uma queda de até 6% da indústria em 2009.

“Há um crescimento gradual da indústria na margem [em relação ao mês anterior]. É uma recuperação muito lenta e gradual, mas contínua nos últimos meses”, disse Nunes.

Continua após a publicidade

Na esteira da expansão da renda, a categoria de bens semi e não duráveis teve o desempenho menos negativo no primeiro quadrimestre: queda de 3,2%. Já na outra ponta, a produção de bens de capital caiu 22,6% no período -o pior desempenho desde o início da pesquisa do IBGE.

Para Nunes, as expectativas se deterioram diante da crise, o que inibe investimentos, especialmente na compra de máquinas e equipamentos. A queda de 29,3% em abril também foi a maior da série do IBGE.

Assinante lê mais aqui

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.