Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em livro, Moro desmascara declaração mentirosa de Bolsonaro

Presidente da República atacou a imprensa em mentiu sobre o que se passava na relação com seu então ministro da Justiça

Por Robson Bonin Atualizado em 1 dez 2021, 18h28 - Publicado em 30 nov 2021, 10h02

Em dezembro de 2019, o Radar e outros veículos de imprensa mostraram como Jair Bolsonaro, já nos braços do centrão, tramava esvaziar os poderes de Sergio Moro no Ministério da Justiça.

Na ocasião, o presidente, sempre atacando a imprensa, tratou a crise como “mais uma fake news da mídia”. Pois bem. No livro que lança nesta semana, Moro confirma toda a articulação de Bolsonaro, mostrando que o presidente mais uma vez — são tantas que a contagem se perdeu — mentiu abertamente sem qualquer rubor.

“Se a pasta fosse dividida, não continuaria no governo de jeito algum (…) Concluí que ele simplesmente não confiava em mim e não desejava a minha presença no governo”, escreve Moro.

Em janeiro, no auge da crise, o Radar deu o tom dos dias atuas: “De vice dos sonhos, Moro pode virar adversário de Bolsonaro em 2022”. Foi o que aconteceu.

Continua após a publicidade

Publicidade