Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Assembleia do banco Santos vira caso de polícia

Falido há mais de uma década, o Banco Santos não falha em gerar fortes emoções. Neste momento, representantes de credores estão junto ao juiz do caso tentando impugnar a assembleia marcada para começar daqui a uma hora, na qual se decidiria sobre formas alternativas de liquidação dos ativos. Ontem, a história virou caso de polícia. Advogados alegam que […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h51 - Publicado em 2 Maio 2016, 12h45
Dramalhão bilionário

Dramalhão bilionário

Falido há mais de uma década, o Banco Santos não falha em gerar fortes emoções. Neste momento, representantes de credores estão junto ao juiz do caso tentando impugnar a assembleia marcada para começar daqui a uma hora, na qual se decidiria sobre formas alternativas de liquidação dos ativos.

Ontem, a história virou caso de polícia. Advogados alegam que não encontraram ninguém na sede do administrador judicial para entregar documentos que os qualificariam para votar no encontro — o edital de convocação afirma que a papelada poderia ser entregue até as 14h30 do domingo.

Apenas o porteiro estava presente. Nesse cenário, foi chamada a polícia para registrar um boletim de ocorrência comprovando a entrega dos documentos, bem como um representante de cartório para registrar a conversa entre os credores e a pessoa que recebeu os documentos. Agora, eles alegam ao juiz que não houve controle sobre quem votará na assembleia e, por isso, pedem sua impugnação.

Esse é o primeiro encontro de credores mais relevante do Santos em anos. Três instituições financeiras — Opus, Credit Suisse e Banco Paulista — apresentaram propostas para gerir os ativos e encerrar a falência. Os credores decidiriam hoje se aceitam a liquidação alternativa e a proposta vencedora.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)