Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Após 23 anos, chega ao fim a falência multimilionária da Olvepar

Com dívida de R$ 800 milhões e mais de dois mil credores, processo resulta em nova empresa e solução inovadora para pagamentos

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
7 dez 2023, 19h27

Chegou ao fim nesta quinta-feira a falência da Olvepar, que se arrasta desde 2000. Com uma dívida total avaliada hoje em torno de 800 milhões de reais e cerca de 400 milhões de reais em ativos tangíveis e intangíveis, o processo resultou em uma solução inovadora para pagar os credores.

A decisão da juíza Anglizey Solivan de Oliveira, da 1ª Vara Cível de Falências e Recuperação Judicial de Cuiabá, resultou na criação de uma nova sociedade para administrar e operar a massa falida da Olvepar. 

Os credores têm agora algumas opções para receber o dinheiro a que têm direito. Basicamente, podem se tornar acionistas da sucessora da Olvepar ou pedir para a nova sociedade assumir suas pendências e pagá-las de acordo com um cronograma pré-definido.

Segundo um levantamento feito no ano passado pela Associação Brasileira de Jurimetria em parceira com o Núcleo de Estudos de Processos de Insolvência da PUC-SP, os imóveis de uma massa falida são vendidos, em média, por 41,7% do valor avaliado e os direitos imateriais, por menos de 5% do valor avaliado. 

Continua após a publicidade

Na falência da Olvepar, esses imóveis e direitos foram recebidos pelos credores por 100% do valor da avaliação, proporcionando uma maior “sobra” de recursos para os credores que estão no final da fila de recebimento, os chamados quirografários.

Se tivesse havido uma liquidação ordinária, seria provável que os credores quirografários não recebessem nenhum valor.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.