Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

A difícil luta de Neil Diamond contra o Parkinson: “Não há como fugir”

Cantor e compositor foi diagnosticado em 2018 e relata seu processo de aceitação e adaptação à doença

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
3 abr 2023, 13h13

Diagnosticado com Mal de Parkinson em 2018, Neil Diamond ainda processa a informação e relatou parte de sua difícil luta contra o distúrbio que afeta o sistema nervoso e causa disfunção motora. “Esta é a mão que Deus me deu, e eu tenho que fazer o melhor dela, e eu estou o fazendo. Eu realmente não posso lutar contra isso, então tive que aceitar essa doença de Parkinson. Não há cura. Não há como fugir disso. Você não pode simplesmente dizer: ‘Ok, já chega. Vamos voltar à vida.’ Não funciona assim. Mas passei a aceitar minhas limitações e ainda tenho ótimos dias”, desabafou o cantor e compositor de 82 anos em entrevista à emissora americana CBS. O artista se aposentou dos palcos logo após receber o dianóstico.

O músico também definiu o diagnóstico como um furacão em sua vida, mas que sente a calmaria agora. “As coisas ficaram muito quietas, tão silenciosas quanto este estúdio de gravação. E eu gosto disso. Acho que gosto mais de mim mesmo. Sou mais fácil com as pessoas . Estou mais tranquilo comigo mesmo. E a batida continua, e vai continuar muito depois que eu partir”, analisou.

Compositor da clássica música Sweet Caroline, Diamond tem sua vida retratada no musical da Broadway A Beautiful Noise, em cartaz desde dezembro. Na noite de abertura, o astro fez uma apresentação improvisada, sendo a primeira desde o anúncio de sua aposentadoria. “Doeu. [assistir o musical]. Não gostei de me olhar em muitas das cenas. Tudo foi muito difícil. Fiquei um pouco envergonhado, lisonjeado e com medo. Ser descoberto é a coisa mais assustadora que você pode esperar, porque todos nós temos uma fachada e a verdade seja conhecida por todos eles, eu Não sou uma grande estrela. Sou apenas eu”, concluiu.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.