Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Noblat Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Coluna
O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Kamala e Simone: Mulheres com maré a favor (por Vitor Hugo)

Para bem da política

Por Vitor Hugo Soares
23 jan 2021, 13h00

Depois de aflitivo tempo de dificuldades de saúde, que me tiraram deste espaço de informação e opinião, retorno felizmente a tempo de ouvir as vozes ressonantes e ver o desempenho marcante de duas mulheres de representatividade, – apesar de exceções no cenário mundial – a norte-americana Kamala Harris e a brasileira Simone Tebet navegando com firmeza e desassombro no ainda restrito (apesar da retórica avançada e liberal) universo machista e preconceituoso da política em seus respectivos países. Mas, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, abalados por golpes sujos e duros embates, apesar das perdas e danos e alguns reveses dramáticos, a democracia resistiu e consegue avançar. Nós, deste lado abaixo da linha do Equador e do planeta em geral, tivemos a grata oportunidade de acompanhar, neste dia 20/01/21, a emblemática cerimônia de posse do democrata Joe Biden, como 46º presidente eleito dos EUA.

Tudo isso e muito mais – desde as margens do caudaloso rio Potomac, dos contos e romances lidos na minha juventude, nas barrancas do São Francisco, aos arredores do manso lago da “cidade do arquiteto” no Planalto Central do país – contribuíram para que as duas personagens centrais deste artigo sigam velejando com maré a favor, apesar dos pesados vendavais que rondam seus caminhos. Tebet, senadora do MDB de Mato Grosso, lançada por seu partido e aliados à disputa da presidência do Senado, ostenta com habilidade e competência a condição de experiente presidente da referencial Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Agora, escolhida para disputar um posto ao qual só figuras do sexo masculino tiveram acesso na história do Congresso, S imone anda com cuidado no terreno escorregadio deste novo desafio, preocupada em não ampliar abismos de ódios e divisões, marca do país dos tempos atuais, nem dar passos que ela e os que estão ao seu lado possam alcançar.

Num esforço de memória, recordo o artigo que fiz sobre a parlamentar mato-grossense, em 14 de dezembro de 2019 neste espaço. Assinalei então, que antes de assumir o comando na CCJ, Simone Tebet havia demonstrado a força de sua presença no Senado, durante o processo de impeachment de Dilma Roussef, e no começo da legislatura, contrapondo-se ao poderoso de seu partido e do Legislativo, Renan Calheiros. “Que mulher – e que parlamentar – se revela, agora, ao apagar das luzes do ano na oscilante política nacional”, escrevi, então, ao opinar que ali estava talhado o perfil da primeira mulher para ocupar o comando do Senado. O jornalista mantém os elogios e o palpite. A conferir.

Quanto a Kamala, a californiana de San Francisco, típica herdeira do ambiente acadêmico, da cultura, do carisma e sortilégios dos anos 70, navega a todo pano em seu país. A primeira mulher negra a tomar posse como vice-presidente, da mais poderosa nação do mundo, na chapa do democrata Joe Biden, é parte essencial do fenômeno político, social e eleitoral que despachou o republicano Donald Trump –cheio de empáfia e de contas a acertar com a justiça – para ostracismo na Flórida, depois que instigou e esteve à frente da mais irresponsável aventura antidemocrática da história dos Estados Unidos.

Continua após a publicidade

Que os ventos e marés sigam favoráveis a Kamala Harris e Simone Tebet para bem da política e da democracia.

Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail:vitors.h@uol.com.br

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.