Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O vergonhoso erro do amigo de Bolsonaro no TSE

Ou... o duplo, grande e vergonhoso erro do Tribunal Superior Eleitoral

Por Matheus Leitão Atualizado em 29 mar 2022, 12h40 - Publicado em 28 mar 2022, 09h29

Raul Araújo, o ministro que manchou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com uma das mais vergonhosas decisões da corte em sua história, já recebeu condecoração de Jair Bolsonaro e negou liminar pedida para a retirada de outdoors em defesa do presidente.

É o compadrio escancarado.

Como será que estão as caras dos outros seis magistrados da corte, colegas de togas de Raul Araújo, após ele classificar como propaganda eleitoral as manifestações políticas de Pabllo Vittar e da cantora galesa Marina, determinando multa de R$ 50 mil para o Lollapalooza.

(Uma pausa: enquanto isso, Bolsonaro faz campanha eleitoral à luz do dia, lançando sua pré-candidatura à presidência)

É urgente que a corte derrube essa decisão, sob pena do Tribunal Superior Eleitoral ficar marcado como aquele que censura manifestações públicas de artistas em pleno século XXI, 58 anos após o início do regime militar, a ditadura que censurou Caetano Veloso, Gilberto Gil e tantos outros.

Só numa República de Bananas um juiz pode calar a boca de artistas, a alma da nossa cultura, ainda mais músicos como Pabllo e Marina. Que vergonha ver o país se esfacelar não só com Bolsonaro, mas com o que o bolsonarismo representa.

Raul Araújo – que me desculpe esse juiz – nada mais é que o fruto do aparelhamento desse movimento que carrega o nome do presidente da República, e que tirou do armário uma direita extrema e hidrófoba, mas também ridícula.

Luciano Huck foi muito feliz ao comparar a decisão de Raul Araújo à censura imposta a artistas durante os anos mais duros da ditadura, aqueles de chumbo. O apresentador deu ao ato de Raul Araújo a vergonha que ele merece.

Se o Brasil decidir censurar seus artistas estará fracassando. Novamente – e de forma sequencial. O país já fracassou demais nesses últimos anos.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)