Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O recado de Lula para Boulos e França 

Ou... Lula será sempre Lula

Por Matheus Leitão Atualizado em 3 fev 2022, 12h37 - Publicado em 3 fev 2022, 12h35

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua em sua atuação nos bastidores para montar o maior número de palanques possíveis, e mostra, com toda a sua experiência, que São Paula é chave para as suas pretensões presidenciais em 2022.

Como lembrou a repórter Julia Chaib, na Folha, o petista afirmou recentemente aos sites de esquerda “que o PT nunca esteve tão próximo de ganhar o governo do estado, como está agora”

Disse Lula: “O PSB diz que tem o Márcio França. Em algum momento se faz uma avaliação para ver quem tem mais chances. Se for o Márcio França, vamos discutir com ele. Mas eu acho, com toda modéstia, que o PT nunca esteve tão próximo de ganhar o governo do estado, como está agora”

O raciocínio é necessário para Lula e o PT, mas nem tanto para os outros nomes cotados da esquerda para o governo de São Paulo, como o próprio França, e Guilherme Boulos, do PSOL.

O petista tem repetido a cantilena em seus encontros no Estado, e até Brasil afora. Toda a questão passa pelo fato de que, com um vice como Geraldo Alckmin, que deve se filiar ao PSB, Lula quer garantir o melhor palanque possível no principal Estado do país, mas também busca outra coisa, a unidade entre os partidos esquerdistas.

O ex-presidente sabe que esta eleição presidencial pode ser ganha no primeiro turno, à medida que a situação de Jair Bolsonaro se complica nas pesquisas de intenção de voto, assim como naquelas que medem a popularidade do governo.

Com Fernando Haddad como cabeça de chapa em São Paulo, e França como vice, por exemplo, somado ao apoio de Boulos, uma vitória pode se tornar possível, ainda mais com João Doria fora do páreo estadual.

Vitória no maior estado sempre foi fundamental na corrida presidencial. 

O recado que Lula tem dado é esse: é hora do sacrifício da esquerda em torno do seu projeto lulista. O problema é que o petista sempre faz isso, e acaba por sufocar o nascimento de novas lideranças da esquerda.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)