Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O gancho de 5 meses e 5 dias de Alexandre de Moraes

Ou... por que é impossível discordar de Alexandre de Moraes 

Por Matheus Leitão Atualizado em 25 jan 2022, 10h19 - Publicado em 25 jan 2022, 10h02

Não foi por acaso que Roberto Jefferson saiu do cárcere para a prisão domiciliar após exatos cinco meses e cinco dias.

Na decisão em que permitiu a saída de Jefferson para o tratamento em casa, o ministro Alexandre de Moraes aproveitou não só para mandar um recado para aqueles que atacam o Supremo Tribunal Federal e as instituições democráticas.

Fez mais.

O magistrado também criticou os negacionistas que, fundamentalmente, aparecem sempre ligados com os extremistas antidemocráticos.

Jefferson é antivacina, não aceitou os benefícios gerados pela ciência na pandemia, mas pediu aos seus advogados que apelassem, vejam só, para uma questão sanitária e humanitária.

Continua após a publicidade

Segundos os defensores do político, Roberto Jefferson “está sendo exposto a risco de morte, eis que, conforme demonstrado, possui comorbidades gravíssimas, está com Covid-19 e possível tromboembolismo”. Uma enorme contradição já que ele não quis se proteger.

Alexandre de Moraes fez questão de destacar, em resposta: “no atual momento, trata-se da hipótese incidente, pois, inclusive, o detento – que, segundo consta dos autos, negou-se a receber a adequada vacinação – contraiu Covid-19″.

Esta coluna já destacou que o ministro agiu corretamente ao combater as Fake News, mal do nosso tempo e que tem infelicitado as eleições presidenciais, quando a maioria criticava o inquérito aberto por ele.

Mais de cinco meses depois é impossível discordar de Alexandre de Moraes de novo. Que Roberto Jefferson se trate em casa, mas que fique claro que quem o colocou em risco foi ele mesmo com o seu negacionismo.  

O momento foi aproveitado por Moraes para exaltar a ciência e expor as contradições dos negacionistas, que “não olham pra cima”. E tudo isso acontece tendo como paciente o mensaleiro Roberto Jefferson, defensor de que as pessoas se armem com armamento pesado, e também um anti-vacina.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês