Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Nova pesquisa mostra dois cenários desanimadores para Lula

Entenda a disputa presidencial a 88 dias das eleições

Por Matheus Leitão Atualizado em 13 jul 2022, 12h43 - Publicado em 6 jul 2022, 08h13

A nova rodada da Genial/Quaest mostra o ex-presidente Lula vencendo no primeiro turno apenas no terceiro cenário analisado pela pesquisa, no qual André Janones, do Avante, é retirado da disputa.

Nos outros dois cenários – com um número maior de nomes na disputa presidencial – a soma dos pontos percentuais de todos os outros candidatos, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, levam a um empate técnico com o petista.

“Estatisticamente, é impossível dizer que [Lula vence no primeiro turno em todos os cenários]. Por que? Porque a soma de todas as outras candidaturas está na margem de erro da pesquisa com o percentual que Lula tem hoje”, afirmou o cientista político Felipe Nunes, responsável pelo levantamento Genial/Quaest, à coluna.

Se conseguir 50% dos votos válidos mais um eleitor, Lula vencerá eleição sem a necessidade de um outro turno para decidir quem será o próximo presidente da República.

No cenário sem André Janones, Lula aparece com 47%, contra Jair Bolsonaro, que tem 31%, Ciro Gomes com 8% e Simone Tebet, com 3%. Ou seja, o petista tem 47% contra 42% dos outros candidatos – uma diferença de 5 pontos percentuais, acima da margem de erro que é de 2% para mais ou para menos.

No primeiro cenário investigado pelo instituto – considerado por eles o principal – Lula tem 45%, Bolsonaro 31%, Ciro Gomes, 6%, André Janones, 2%, Simone Tebet, 2% e Pablo Marçal, 1%. Ou seja, o petista tem 45% contra 42% dos outros nomes, vencendo apenas dentro da margem de erro.

No outro cenário, o mais disputado – este,  sem Pablo Marçal, do Pros -, Lula aparece com 45%, o atual presidente tem 31%, Ciro, 7%, Janones, 3% e Tebet, 3%. Com estes nomes apresentados ao eleitor, o petista tem 45% contra 44% de todos os outros postulantes ao Palácio do Planalto. Seria uma vitória apertada, também na margem de erro.

Apesar de ainda ser favorável a Lula, o quadro – a 88 dias das eleições – mostra uma recuperação de Bolsonaro. Na rodada anterior, o petista vencia todos os cenários – e fora da margem de erro.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)