Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Matheus Leitão

Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog
Continua após publicidade

A munição pesada que Barroso está guardando contra Jair Bolsonaro

Entenda

Por Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 21 nov 2022, 11h23

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), está sob a guarda de parte das investigações nascidas na CPI da Covid e que miram de forma única Jair Bolsonaro.

Sem foro privilegiado a partir de janeiro quando deixará a presidência, o líder da extrema-direita não deve ter a esperança de que os casos sigam para a primeira instância.

Isso porque outros agentes públicos com mandato também são alvos dos procedimentos investigatórios que apuram crimes contra a humanidade, o charlatanismo e a incitação ao crime por estimular a população “a se aglomerar, a não usar máscara e a não se vacinar”.

Nesta segunda-feira, a Folha revelou que a Procuradoria-Geral da República tem travado há ao menos três meses o andamento do caso, por exemplo, de incitação ao crime.

Continua após a publicidade

E por que?

Porque a Polícia Federal pediu o acesso aos 10 terabytes produzidos pela Comissão do Senado – os dados brutos da investigação – que estão na PGR, mas que não foram compartilhados.

É impossível que a Procuradoria-Geral da República consiga engavetar para sempre essas informações.

Continua após a publicidade

A PF pede os 10 terabytes para que seja possível “realizar o correlacionamento dos documentos juntados com cada fato típico supostamente praticado pelos envolvidos” e avançar sobre todas as investigações.

Primeiro a Polícia Federal apura e indicia ou não. Depois, a PGR denuncia ou pede o arquivamento.

Uma coisa é certa.

Continua após a publicidade

Segundo a coluna apurou, Barroso não deixará que a investigação seja atrapalhada. Os casos abertos pela CPI da Covid, que indignaram o país, terão o devido processo legal.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.