Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Lula pede governo otimista: ‘Ninguém vai investir em cavalo que não corre’

Em reunião com ministros, presidente elogiou Carlos Fávaro (Agricultura) e Fernando Haddad (Fazenda) por remarem contra a maré de pessimismo na economia

Por Da Redação
Atualizado em 4 abr 2023, 06h44 - Publicado em 3 abr 2023, 13h03

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu aos seus ministros que espalhem mais otimismo em relação à economia para que o governo não seja engolido pelo que considera projeções pessimistas do mercado. O alvo era a última projeção do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 3, que prevê crescimento de 0,9% neste ano.

“Vai acontecer mais coisa no Brasil do que as pessoas estão esperando e vai depender muito da disposição do governo. Vai depender muito da disposição e do discurso do pessoal da área econômica, da área produtiva, porque, se ficarmos apenas lamentando aquilo que a gente acha que não vai acontecer, ninguém vai investir em cavalo que não corre. Se você está em uma corrida de cavalos dizendo que seu cavalo é pangaré, que seu cavalo está com gripe, que está cansado, ninguém vai fazer nenhuma aposta”, afirmou.

O presidente Lula durante reunião com ministros
O presidente Lula durante reunião com ministros (Ricardo Stuckert/PR/Divulgação)

Dois ministros foram elogiados publicamente por Lula na reunião por, segundo ele, adotar essa visão otimista do governo e do futuro do país: Carlos Fávaro (Agricultura) e Fernando Haddad (Fazenda). “Se olhar para a cara do ministro Fávaro, que voltou da China com um grupo de empresários, vocês vão perceber que ele é 150% de otimismo. Se olhar para a cara do Haddad depois do marco regulatório (sobre o arcabouço fiscal) que ele fez, olha a cara dele de felicidade, significa que estamos acreditando que vai passar a nossa tão sonhada nova política tributária nesse país”, disse o presidente.

Continua após a publicidade

Lula afirmou que o governo tem de ter “obsessão” em fazer a economia do país crescer. “Temos que ter como obsessão fazer esse país voltar a crescer. Porque o país crescendo vai gerar emprego, vai gerar salário, vai gerar aumento de consumo do povo e a roda-gigante da economia volta a funcionar e todo mundo vai voltar a ser otimista nesse país”, disse.

(Com Agência Brasil)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.