Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Desembargador que pediu o fim da PM é afastado pela Justiça de Goiás

Crítica de Adriano Linhares Camargo à Polícia Militar gerou resposta irritada do governador Ronaldo Caiado

Por Da Redação Atualizado em 9 Maio 2024, 20h17 - Publicado em 6 nov 2023, 17h29

Nesta segunda-feira, 6, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) anunciou a suspensão do desembargador Adriano Linhares Camargo, que defendeu o fim da Polícia Militar durante um julgamento na última semana. A ação cautelar foi determinada pelo Órgão Especial do tribunal, a pedido do presidente do TJ-GO, Carlos França, e vale até que o colegiado decida se o magistrado será alvo de processo administrativo disciplinar.

Em meio a uma sessão do tribunal na última quarta-feira, 1º, Camargo se manifestou explicitamente a favor de dissolver a Polícia Militar, argumentando que os agentes praticam “abusos e excessos recorrentes” — na ocasião, os desembargadores analisavam possíveis irregularidades na abordagem e tomada de depoimento de um suspeito de tráfico. “Aqui vai uma reflexão pessoal: tem que acabar com a Polícia Militar e instituir uma forma diferente de investigação e repressão ao crime”, declarou Camargo, acrescentando que o papel da corporação é de “reserva técnica do Exército para enfrentar inimigo.”

As declarações viralizaram nas redes sociais e suscitaram uma resposta irritada do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), que chamou de “crimes e agressões” as falas de Camargo.“Neste momento em que você pede a extinção da Polícia Militar, está atentando contra o Estado Democrático de Direito, ou está cooptado por outras forças do crime”, afirmou, em vídeo, o governador. Na mesma publicação, Caiado disse que já havia acionado a Procuradoria-Geral do Estado para denunciar o desembargador e pedir sua remoção do cargo.


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.