Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Jorge Pontes

Jorge Pontes foi delegado da Polícia Federal e é formado pela FBI National Academy. Foi membro eleito do Comitê Executivo da Interpol em Lyon, França, e é co-autor do livro Crime.Gov - Quando Corrupção e Governo se Misturam.
Continua após publicidade

Bolsonaro em guerra declarada contra realidade

Governo federal promove desinformação ao optar por um cálculo que tortura os números do coronavírus no país

Por Jorge Pontes
9 jun 2020, 09h27

Como se não bastasse o gabinete do ódio e sua usina de fake news, montado nas antessalas do Planalto, o governo Bolsonaro resolveu ir ainda mais longe na sua guerra contra as verdades que não lhe convém.

Ao optar por um cálculo que tortura os números e promove a maquiagem no fechamento de dados sobre as vítimas da Covid-19 no Brasil, o governo federal promove desinformação, além de desrespeitar o sofrimento daqueles que sucumbiram à pandemia, e de suas famílias.

Além da falta de solidariedade para com os mortos, a manipulação dos números afeta a imagem do Brasil no exterior e, o pior de tudo, ainda compromete o planejamento de ações futuras para o enfrentamento à pandemia.

Se o presidente Bolsonaro tivesse optado por, desde o início, encarar a crise da Covid-19 com mais sensibilidade às vidas dos brasileiros, não estaria agora enfrentando um quadro de mais de mil óbitos diários.

Ao que parece, Jair Bolsonaro estaria pedindo para que fossem sempre anunciadas “menos de mil mortes por dia”.

O presidente agora vê os mortos como seus inimigos, e quer se livrar deles simplesmente ignorando seus registros.

Faz sentido, para quem aparenta constantemente se conduzir focado apenas na própria reeleição, com o horizonte em 2022.

Não é à toa que durante um dos períodos mais críticos do enfrentamento ao coronavírus, dois ministros da Saúde foram trocados em menos de 40 dias.

Continua após a publicidade

Agora está bem claro que tanto Mandetta como Teich se recusaram a atuar contra as suas consciências e as suas convicções científicas.

Triste mesmo é perceber que sempre haverá alguém disposto a aceitar o papel de fantoche, para satisfazer, contra o bom senso, contra a própria ciência, e atualmente até contra os números, o desejo dos poderosos da vez.

ASSINE VEJA

Os riscos da escalada de tensão política para a democracia Leia nesta edição: como a crise fragiliza as instituições, os exemplos dos países que começam a sair do isolamento e a batalha judicial da família Weintraub ()
Clique e Assine
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.