Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Em Cartaz

Por Raquel Carneiro
Do cinema ao streaming, um blog com estreias, notícias e dicas de filmes que valem o ingresso – e alertas sobre os que não valem nem uma pipoca
Continua após publicidade

Entenda o final de ‘Maze Runner’, trilogia que está bombando na Netflix

Último filme da franquia com Dylan O’Brien soluciona a trama dos jovens sem memória aprisionados em um labirinto

Por Mariana Carneiro Atualizado em 9 Maio 2024, 12h12 - Publicado em 19 abr 2024, 11h13

Em um futuro pós-apocalíptico, um grupo de adolescentes se encontra preso em um labirinto colossal. Sem memória de quem são ou de como chegaram ali, os garotos precisam mapear o espaço e enfrentar criaturas enormes para encontrar uma saída. Esta é a premissa de Maze Runner, trilogia estrelada por Dylan O’Brien que foi sucesso de bilheteria na década de 2010 e acaba de chegar ao catálogo da Netflix. Todos os três filmes — chamados Maze Runner: Correr ou Morrer, Maze Runner: Prova de Fogo e Maze Runner: A Cura Mortal — estão na lista semanal de produções mais vistas da plataforma no Brasil e no mundo.

O último ato da franquia foi lançado em 2018, mas alguns detalhes sobre o desfecho ainda levantam dúvidas dos fãs. Confira a seguir explicações sobre os acontecimentos finais da saga e entenda qual foi o destino de cada personagem. Atenção: a partir daqui, este texto contém spoilers.

Ao longo dos dois primeiros filmes, é revelado que os jovens foram presos no labirinto como parte de um teste da CRUEL — sigla para “Catástrofe e Ruína Universal: Experimento Letal”, uma organização dedicada à busca pela cura para um vírus que transforma seres humanos em zumbis. O trio de protagonistas Thomas (Dylan O’Brien), Newt (Thomas Brodie-Sangster) e Minho (Ki Hong Lee) consegue escapar das garras da corporação e se junta a uma equipe de resistência chamada Braço Direito. Entretanto, eles são traídos por Teresa (Kaya Scodelario), que revela a localização do grupo à CRUEL e se une ao lado inimigo. Minho é sequestrado e seus amigos partem em seu resgate. 

Em Maze Runner: A Cura Mortal, filme que encerra a saga, Thomas, Newt e outros membros do Braço Direito enfrentam uma horda de zumbis no caminho até a sede da CRUEL. Eles conseguem vencer os monstros e chegam ao destino, mas Newt é infectado no confronto. Disfarçados de soldados, os garotos sequestram Teresa, que trabalha como cientista na instituição e sabe onde está Minho. Eles conduzem a jovem pelos corredores até serem interceptados por Janson, oficial de alta patente da CRUEL. Teresa os ajuda a fugir e retorna ao seu laboratório com uma amostra do sangue de Thomas, que ela desconfia ser imune ao vírus. Ela examina o fluido e consegue extrair dele um antídoto, confirmando suas suspeitas. 

O grupo resgata Minho e escapa do prédio da organização, mas o estado de saúde de Newt piora rapidamente. Já totalmente transformado em zumbi, o jovem ataca Thomas e em um instante de lucidez implora para ser morto pelo amigo, que então o apunhala. Com a morte de Newt, Teresa convence Thomas a voltar ao laboratório e ajudá-la a fabricar mais do soro da cura. Enquanto a cientista extrai o sangue do imune, Janson revela que também foi infectado e ataca a dupla para conseguir o antídoto. Teresa e Janson morrem no confronto, e Thomas consegue fugir com um frasco do soro. Nos momentos finais do filme, descobrimos que ele recomeça sua vida com Minho e o restante dos membros do Braço Direito em uma ilha segura do vírus. 

Continua após a publicidade

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.