Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Clarissa Oliveira Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Notas sobre política e economia. Análises, vídeos e informações exclusivas de bastidores
Continua após publicidade

A demonstração de força de Arthur Lira

Crise com Fernando Haddad é vista como momentânea, mas serve como demonstração de poder do presidente da Câmara

Por Clarissa Oliveira
Atualizado em 15 ago 2023, 12h05 - Publicado em 15 ago 2023, 08h21

A crise momentânea aberta ontem entre Fernando Haddad e Arthur Lira, após uma declaração torta do ministro da Fazenda, teve como desfecho uma demonstração de força ainda maior por parte do presidente da Câmara dos Deputados. Esta é a avaliação feita nos bastidores por aliados de Haddad, que lamentaram o solavanco nas negociações para a votação do arcabouço fiscal.

Ontem o ministro da Fazenda afirmou, em entrevista ao jornalista Reinaldo Azevedo, que a Câmara tem atualmente muito poder e não pode “humilhar” o Senado e o Executivo. A fala ocorre no momento em que a Câmara segura a votação do novo arcabouço fiscal, falando em rever mudanças feitas no Senado. Ao tomar conhecimento da fala de Haddad, Lira mandou cancelar a reunião que estava marcada para o fim do dia, para discutir a agenda econômica no Congresso.

A repercussão foi grande. Haddad não só precisou telefonar ao presidente da Câmara para se explicar, como também teve que – a pedido do próprio Lira – se retratar publicamente.  Foi um constrangimento público para o ministro da Fazenda. Haddad, que nem sequer deveria estar no papel de articulador político, acabou diminuído.

Numa tacada só, Arthur Lira conseguiu cumprir três objetivos: primeiro, fortalecer-se junto aos seus pares; segundo, reforçar a mensagem de que o governo Lula terá que sentar à mesa de negociação se quiser fazer andar sua agenda no Congresso; por fim; elevar – e muito – a pressão para que Lula acelere o desenho da reforma ministerial.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.