Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Augusto Nunes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Coluna
Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Brasília adere ao inglês de hospício e transfere o norte para o sul. Imagina na Copa

A sinalização instalada em Brasília nesta segunda-feira, a cinco dias do início da Copa das Confederações, reforçou a suspeita de que o país do futebol resolveu deixar atarantado qualquer turista estrangeiro. Depois do Rio Grande do Norte, do Rio de Janeiro, da Bahia e de Pernambuco, chegou a vez de o Distrito Federal aderir ao […]

Por Augusto Nunes
Atualizado em 31 jul 2020, 06h02 - Publicado em 12 jun 2013, 22h36

A sinalização instalada em Brasília nesta segunda-feira, a cinco dias do início da Copa das Confederações, reforçou a suspeita de que o país do futebol resolveu deixar atarantado qualquer turista estrangeiro. Depois do Rio Grande do Norte, do Rio de Janeiro, da Bahia e de Pernambuco, chegou a vez de o Distrito Federal aderir ao inglês de hospício. Como comprova a foto acima, a inscrição em português garante que ficam ao norte o setor hoteleiro que, em inglês, foi transferido para o sul.O “Northern Hotel Sector”, esse ninguém sabe onde está. Talvez não exista. Talvez esteja em obras.

A coluna convida o timaço de comentaristas a ampliar a galeria de imagens que conduzem à associação inevitável: imagina na Copa.

Em Recife, nem os brasileiros conseguiram decifrar a placa instalada no Terminal Integrado Tancredo Neves. É impossível saber se as placas tentam informar quais são os ônibus que partem do terminal (nesse e caso, a tradução correta seria ‘Lines that depart from this terminal’) ou quais são as linhas que integram o terminal (nessa hipótese, o correto seria ‘Lines that are part of this terminal’).

Continua após a publicidade

A Arena Fonte Nova, em Salvador, inaugurou o inglês de Copa do Mundo ao mandar os visitantes estrangeiros entrarem pela saída e expulsar a letra “n” da palavra “entrance” (entrada, em português)

A prefeitura do Rio de Janeiro encampou o inglês de Copa do Mundo, lançado na Bahia, ao eliminar a letra “r” de “airports”. Além da grafia incorreta em inglês, a placa que que indica a localização dos “aeroportos” leva apenas ao Santos Dumont

Os redatores das placas de Natal decidiram que “desembarque”, em inglês, é “departure”, que para os britânicos continua significando “embarque”. Os súditos de Sua Majestade também se preparam para desembarcar quando topam com a inscrição “arrival”. As placas de Natal resolveram que a palavra significa o contrário.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.