Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Vem aí o primeiro hambúrguer feito em laboratório

Cientistas apresentam nesta segunda o primeiro exemplar de carne feito a partir de células-tronco de gado. Criador quer ajudar a garantir estoque de alimentos

Por Da Redação
Atualizado em 6 Maio 2016, 16h18 - Publicado em 5 ago 2013, 04h29

Um laboratório no oeste de Londres vai fazer história culinária e científica nesta segunda-feira, quando seus pesquisadores vão cozinhar e servir o primeiro hambúrguer do mundo feito com carne cultivada em laboratório.

Leia também:

Pesquisadores desenvolvem nova técnica para criar células-tronco

O hambúrguer in-vitro, criado a partir de células-tronco bovinas, será frito em uma panela e provado por dois voluntários na presença de jornalistas. Para o criador do hambúrguer, o cientista holandês Mark Post, a carne de laboratório pode ser uma resposta à escassez global de alimentos e ajudar a combater a mudança climática, já que elimina a necessidade da criação em larga escala de gado – um dos maiores emissores de metano, gás que na atmosfera ajuda a produzir o efeito estufa.

Continua após a publicidade

O hambúrguer é o resultado de anos de pesquisa de Post, biólogo da Universidade de Maastricht. A carne foi feita por entrelaçamento de fios de cerca de 20 000 proteínas cultivadas a partir de células-tronco de gado. O tecido é produzido colocando as células em um anel, como uma rosca, em torno de um cubo de gel de nutrientes, explica Post.

Saiba mais

CÉLULAS-TRONCO

Também chamadas de células-mãe, as células-tronco podem se transformar em qualquer um dos tipos de células do corpo humano e dar origens a outros tecidos, como ossos, nervos, músculos e sangue. Dada essa versatilidade, elas vêm sendo testadas na regeneração de tecidos e órgãos de pessoas doentes.

CÉLULA-TRONCO EMBRIONÁRIA

Formada no blastocisto, aglomerado de células que forma o feto. Por ter o ‘objetivo’ de ajudar na criação e desenvolvimento de um novo organismo, pode se diferenciar em praticamente todos os tecidos do corpo

Continua após a publicidade

CÉLULA-TRONCO PLURIPOTENTE INDUZIDA

Célula adulta especializada que foi reprogramada geneticamente para o estágio de célula-tronco embrionária. Pode se transformar em qualquer tecido do corpo. Elas são obtidas por meio da reprogramação genética de células adultas. Uma célula somática (não envolvida diretamente na reprodução), como a da pele, pode “voltar” a um estágio similar ao de célula-tronco embrionária pela adição de alguns genes.

“Nosso hambúrguer é feito a partir de células musculares retiradas de uma vaca” disse Post em um comunicado na sexta-feira passada. “Para termos sucesso tem que aparentar e ter gosto da coisa verdadeira”. O pesquisador afirmou ainda que a ideia é poupar o meio-ambiente e os animais.

Continua após a publicidade

Para preparar o hambúrguer, os cientistas misturaram a carne cultivada com outros ingredientes normalmente utilizados em hambúrgueres, tais como sal, ovos em pó e farinha de rosca. Suco de beterraba vermelha e açafrão foram adicionados para trazer as suas cores naturais.

Leia também:

A comida do futuro

Continua após a publicidade

Críticas – A produção do hambúrguer de laboratório como uma resposta aos problemas alimentares de muitas nações não tem sido bem recebida por alguns críticos. A professora Tara Garnett, que estuda políticas alimentares na Universidade de Oxford, considera que a solução não é apenas produzir mais comida.

“Temos uma situação em que 1,4 bilhão de pessoas no mundo estão acima do peso ou obesas, e ao mesmo tempo 1 bilhão vão para a cama com fome”, declarou à rede britânica BBC. “As soluções passam pela mudança dos sistemas de abastecimento, acesso e preços. Não basta só mais comida, mas comida melhor para as pessoas que precisam”.

(Com agência Reuters)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.