Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Nova espécie de macaco recebe nome em homenagem a ‘Star Wars’

Batizada de gibão-hoolock Skywalker, a nova espécie de primata vive na China e encontra-se ameaçada de extinção

Por Da redação Atualizado em 13 jan 2017, 14h13 - Publicado em 11 jan 2017, 12h42

Cientistas da Universidade de Sun Yat-sen, na China, registraram uma nova espécie de macaco vivendo na província chinesa de Yunnan. Batizado de gibão-hoolock Skywalker, em homenagem à série de ficção científica Star Wars, o primata já era conhecido pelos cientistas, mas só agora foi identificado como uma espécie diferente de gibão. O estudo, que foi publicado esta semana no American Journal of Primatology, analisou características físicas e genéticas do animal.

“Nessa área, muitas espécies diminuíram ou foram extintas por causa da perda de habitat, caça e excesso de população humana”, disse Sam Turvey, co-autor do estudo e pesquisador da Sociedade Zoológica de Londres, na Inglaterra, em entrevista à BBC. A classificação permitiu que os cientistas identificassem o gibão-hoolock Skywalker como um animal que sofre ameaça de extinção.

  • Aparência diferente

    Gibões-hoolock normalmente são encontrados em florestas tropicais de alguns países da Ásia, como Bangladesh, India, China e Myanmar. Passando a maior parte do tempo balançando de galho em galho, esses animais raramente tocam o solo.

    Todos os gibões desse tipo possuem sobrancelhas brancas, e alguns têm barba branca também – mas o macaco estudado pela equipe de pesquisadores chineses não se parecia fisicamente a nenhuma das espécies conhecidas. Até o som que eles emitiam para atrair outros gibões ou marcar seu território era diferente. Foi então que os cientistas começaram a suspeitar que poderia se tratar de uma nova espécie.

    Os pesquisadores fizeram análises para comparar física e geneticamente os animais às espécies já conhecidas. Os resultados confirmaram a hipótese: as características do primata estudado não batiam com as dos demais gibões, indicando que ele pertencia a uma espécie nunca antes registrada.

    O pequeno macaco recebeu o nome científico de Hoolock tianxing – porém, os cientistas escolheram gibão-hoolock Skywalker como seu nome comum, por serem grandes fãs dos filmes da série Star Wars.

    Espécie ameaçada

    Segundo Turvey, os gibões-hoolock Skywalker vivem em altitudes elevadas. “É difícil entrar na reserva. Você tem que escalar mais de 2.500 metros para encontrar os gibões. É ali que a floresta de boa qualidade normalmente começa, tudo abaixo já foi explorado”, conta Turvey.

    Os pesquisadores estimam que existam cerca de 200 desses animais vivendo na China, e alguns em Myanmar, país vizinho. Apesar de recém-descoberta, os cientistas afirmam que o gibão-hoolock Skywalker já é uma espécie ameaçada de extinção.

    “O pequeno número de animais sobreviventes e a ameaça que eles enfrentam pela perda e fragmentação de habitat e pela caça significa que achamos que eles deveriam ser classificados como uma espécie em risco”, diz Turvey.

    Continua após a publicidade
    Publicidade