Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Nasa: asteroide que passa nesta 4ª pela Terra não oferece risco

Com 650 metros, o asteroide é duas vezes mais reflexivo que a superfície da Lua e poderá ser observado até por pequenos telescópios ópticos

Por Da Redação
Atualizado em 19 abr 2017, 16h38 - Publicado em 19 abr 2017, 15h22

Um asteroide de cerca de 650 metros de comprimento passa nesta quarta-feira a “apenas” 1,8 milhão de quilômetros da Terra. Segundo a Nasa, apesar da relativa proximidade, 4,6 vezes a distância que separa o planeta da Lua, não há risco de colisão. “Não existe nenhuma possibilidade de o asteroide se chocar com nosso planeta”, afirmou a agência em comunicado.

Chamado 2014-JO25, o asteroide se locomove com a velocidade de 33 metros por segundo. Ele surge no Hemisfério Norte celeste, passando pela constelações de Cepheus, do Dragão e dos Cães de Caça. Por ser duas vezes mais reflexivo que a superfície da Lua, pode ser facilmente observado com simples telescópios ópticos nas noites desta quarta-feira e quinta. Também é possível vê-lo, em tempo real, pela internet, no site do telescópio robótico Slooh a partir das 21:30, horário de Brasília, desta quarta. A aproximação permite que os astrônomos obtenham mais dados sobre a trajetória, superfície e composição do asteroide, de forma a prever o seu caminho de forma mais precisa.

Depois de passar pela Terra, o corpo celeste continuará seu caminho até Júpiter, antes de retornar ao centro do Sistema Solar. Segundo a Nasa, a última vez que o 2014-JO25 se aproximou da Terra foi há 400 anos, e ele não voltará a passar perto por cerca de 500 anos.

Asteroide 2014 JO25
Composto de 30 imagens do asteroide 2014 JO25 geradas com dados de radar coletados usando o Radar Goldstone da NASA, instalado no Deserto de Mojave da Califórnia (NASA/JPL-Caltech/GSSR/Divulgação)

O 2014 J025, descoberto em maio de 2014, é o maior asteroide a se aproximar da Terra desde 2004, quando o Toutatis, um asteroide muito maior, com 4,6 quilômetros de comprimento e 2,4 quilômetros de largura chegou a 1.549.719 quilômetros da Terra — quatro vezes a distância entre a Terra e a Lua — , também sem apresentar perigo.

A próxima visita de um objeto espacial de grandes dimensões não está prevista antes de 2027, quando o asteroide 199-AN10, de 800 metros de diâmetro, se aproximará a 380.000 km da Terra (a mesma distância entre Terra e Lua).

Confira o vídeo disponibilizado pela Nasa com a trajetória do asteroide:

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.