Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Não quer saber de Corinthians? Vá de bóson de Higgs

'Partícula de Deus' é o melhor assunto (para quem quer mudar de assunto)

Não quer saber do título do Corinthians? Vá de bóson de Higgs, a chamada “partícula de Deus”, que os cientistas confiam ter descoberto. O assunto passa longe da aflição dos torcedores e é porto seguro contra o sectarismo dos clubes. Parece difícil – e é, de fato. Mas são fartas as referências no cinema e na música que divertem e até ensinam alguns dos conceitos da física de partículas. Confira abaixo:

O RAP DO LHC

http:http://www.youtube.com/embed/j50ZssEojtM

‘Large Hadron Rap’ sintetiza com acuidade as pesquisas no Large Hadron Collider (LHC), o maior acelerador de partículas do mundo, na fronteira da Suíça com a França. A música foi feita por AlpineKat, pseudônimo de Katherine McAlpine. E ela tem autoridade para falar do assunto: trabalhou no LCH em 2008. O vídeo no YouTube já foi visto quase 7,5 milhões de vezes. De longe o melhor rap sobre física de partículas de que se tem conhecimento.

DESMATERIALIZANDO A MATÉRIA

http:http://www.youtube.com/embed/b_pTtju_MPY

Embora não apareça no livro de ficção científica do polonês Stanislaw Lem Solaris, o bóson de Higgs é citado na adptação de Steven Soderbergh para o cinema, de 2002 (trailer acima). No filme, George Clooney interpreta um viúvo atormentado pelo suicídio da mulher que é escalado para ajudar os astronautas da nave Prometheus, estacionada no planeta Solaris. Lá ele descobre um estranho oceano capaz de materializar os desejos das pessoas, o que incluir trazer de volta um ente perdido, como a mulher que se matou. Estas aparições não são, claro, humanas e cumpre desmaterializá-las. A propósito, Snow (Jeremy Davies) e Gordon (Viola Davis) travam o seguinte diálogo:

“Então, se criarmos um campo de Higgs negativo, e as bombardearmos com antibósons de Higgs, talvez se desintegrem”

“Talvez. Mas será necessária muita energia!”

“Desliga as funções não-críticas”

“Isto é apenas uma teoria. Podemos estar errados”

“Então vamos descobrir”

SGGIH ED NOSOB

http:http://www.youtube.com/embed/KjmdPMKY_sk

O filme Um Homem Sério (trailer acima), dos irmãos Coen, conta a história de um dócil professor de física em uma faculdade do Meio-Oeste americano. O filme traz diversas referências à física de partículas, incluindo ao bóson de Higgs, que aparece escrito ao contrário em um das cenas.

PROCURANDO HIGGS

A música instrumental Finding Higgs’s Boson é uma das estranhices do genial Frank Zappa. Ela apareceu no álbum póstumo Trance-Fusion, de 2006, todo feito de solos de guitarra. Clique para ouvir.

PARTÍCULA MALDITA

A fama do bóson de Higgs se deve em grande parte a uma sacada de edição. O Nobel de Física Leon Lederman escreveu um livro sobre física de partículas que pretendia intitular The Goddamn Particle (“a partícula maldita”), dada a dificuldade de encontrar a última delas, o bóson de Higgs. A editora barrou o “maldito”, temendo pelas vendas. A solução foi tirar o “damn” e rebatizar a obra The God Particle (“a partícula de Deus).

METAL NERD

BATS é uma banda irlandesa de ‘science rock’. Formada basicamente por geeks, tem dois discos no currículo. Suas músicas falam de bóson de Higgs, raios gama e evolução, entre outros assuntos. Uma das faixas é inspirada em Andrew Wiles, o professor de Princeton que solucionou o último dos teoremas de Fermat, enigma que perdurou por 350 anos (clique para ouvir). Na página da banda no Facebook, seu entusiasmo com a descoberta desta quarta-feira é evidente. Mesmo, escreve a banda, que isso a obrigue revisar suas letras.

A ARCA DE DILBERT

Numa das tirinhas de Scott Adamas, o engenheiro Dilbert descobre em sua mesa o bóson de Higgs. A ‘partícula de Deus’ imediatamente ordena: ‘faça um arca!’. Clique para conferir a tirinha.

O ENIGMA DE SHELDON

Em um dos episódios do seriado The Big Bang Theory, bóson de Higgs é a resposta para o indecifrável quebra-cabeça que Sheldon propõe a Penny e Leonard. Clique para ver a cena.