Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ganhar ‘likes’ ativa área de recompensa do cérebro

Cientistas americanos concluíram que a sensação de popularidade nas postagens é semelhante à ingestão de chocolate, fazer novas amizades ou ganhar dinheiro

Cientistas do Centro de Mapeamento Cerebral da Universidade da Califórnia (UCLA) concluíram que a região de recompensas do cérebro também é ativada diante de um número considerado alto de ‘curtidas’ obtidas em postagens nas redes sociais. A popularidade das publicações provoca satisfação semelhante à sensação atingida ao comer chocolates, fazer novas amizades ou ganhar dinheiro, por exemplo.

O resultado foi obtido através de uma análise e mapeamento das atividades cerebrais de 32 adolescentes com idade entre 13 e 18 anos.

Leia também:
Cientistas encontram 74 genes relacionados ao desempenho escolar
Amizade: o segredo dos ‘menos atraentes’ 

Durante doze minutos, os pesquisadores mostraram a cada voluntário 148 imagens publicadas por diversos usuários do Instagram, por meio de uma interface falsa semelhante à do aplicativo. Entre as imagens estavam 40 fotos que os participantes haviam postado em seus perfis reais. Em cada foto, os pesquisadores incluíram uma grande quantidade de ‘curtidas’ supostamente recebidas dos outros participantes do estudo e analisavam por ressonância magnética as reações cerebrais – posteriormente, os voluntários descobriram que o número de ‘likes’ era falso.

“Quando os adolescentes viam suas próprias fotos com um alto número de curtidas, as atividades cerebrais se intensificavam muito em regiões conhecidas por serem áreas de recompensa’’, disse a principal autora do estudo, Lauren Sherman, em entrevista ao site notícias da universidade, UCLA NewsRoom.

A pesquisadora refere-se ao núcleo conhecido como accumbens. Ele está localizado no centro da massa cinzenta e é responsável pela sensação de satisfação, sentida quando o ser humano realiza exercícios físicos ou ingere doces, por exemplo.

Influência – O estudo também mostrou que a decisão de ‘curtir’ uma imagem é diretamente influenciada pela quantidade de ‘curtidas’ que a foto já tinha. Ou seja, quanto mais popular, mais os participantes expressavam interesse pela postagem ‘curtindo’ a foto, independente da sua opinião pessoal.

O resultado apontou que as áreas relacionadas ao controle cognitivo e à racionalidade dos adolescentes têm intensidade menor quando eles decidem curtir fotos relacionadas às drogas e ao álcool e que, mais uma vez, a decisão de curtir aumentava quando a postagem já era popular.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marisa Inocêncio Ferreira

    Eu prefiro ganhar os likes, porque eles tem o caráter de sociabilizar as pessoas nas redes sociais do que ganhar algo ilícito dos supostos amigos,não concordo com os critérios adotados pela pesquisa, porque as redes sociais vieram para ficar e possuem um papel muito além das curtidas,elas informam,desinformam,são espaços para opiniões diversas,discussões e também para o entretenimento, que quer queira ou quer não estão deixando e vão deixar os tradicionais meios de comunicação cada vez mais distantes.

    Curtir