Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Estudo francês investigará efeitos da Covid sobre a saúde mental

Iniciativa contará com 10 mil participantes e será a maior do tipo feita até então

Por Sabrina Brito 1 dez 2020, 19h01

Uma nova pesquisa, intitulada “Viver-Covid-19”, recrutará 10 mil franceses para analisar o impacto do novo coronavírus sobre a saúde mental. Entre outras questões, o estudo procurará entender quais os efeitos da pandemia sobre os indivíduos com doenças crônicas que deixaram de ser atendidos por causa de lockdowns e quarentenas.

A ideia é que o participantes respondam mensalmente, até maio de 2022, um questionário sobre o assunto. Entre os voluntários, estarão indivíduos com deficiência, cuidadores, doentes crônicos e pessoas saudáveis. De forma geral, as perguntas girarão em torno de três tópicos: ansiedade, vida cotidiana e atendimento.

Uma pesquisa do tipo foi realizada, ainda que em menor escala, durante o primeiro lockdown na França. A iniciativa reuniu 2 mil entrevistados e revelou que quase 80% dos voluntários haviam notado um incremento em sua ansiedade durante o período.

Os primeiros resultados da nova empreitada, que será a maior da categoria já realizada, devem ser publicados no segundo trimestre de 2022.

Continua após a publicidade
Publicidade