Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estados Unidos e Europa se unem para enviar nave não tripulada à Lua em 2017

Agências espaciais também anunciaram que pretendem enviar astronautas ao satélite em 2021

A Nasa e a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), anunciaram nesta quarta-feira uma parceria para enviar um voo não tripulado ao redor da Lua em 2017. A viagem deve ser a primeira etapa de uma cooperação internacional destinada à exploração do espaço além da órbita terrestre. O acordo prevê ainda o envio de uma segunda missão à Lua, desta vez tripulada, em 2021.

Segundo o anúncio, o veículo usado na viagem será a cápsula espacial Orion, desenvolvida pela Nasa para transportar astronautas a regiões longínquas do espaço, como asteroides e outros planetas. A ESA irá fornecer um módulo de serviço que será acoplado à nave, cuja função será proporcionar eletricidade, propulsão e controle térmico, além de prover água e ar aos astronautas.

Para isso, a ESA pretende realizar modificações no Veículo de Transferência Automática, aeronave europeia que realizou três missões de transporte de carga à Estação Espacial Internacional desde 2008. O acordo faz parte dos esforços da Nasa em prosseguir com seu programa de exploração espacial após a aposentadoria dos ônibus espaciais. A agência já havia anunciado a intenção de realizar um voo de teste, sem astronautas, da cápsula Orion no começo de 2014. Agora, por meio da cooperação com a ESA, ela anunciou que pretende ir ainda mais longe.

Leia também:

Nasa: cápsula Orion substituirá ônibus espaciais

A próxima geração de naves espaciais

Corrida espacial – A Lua parece ter voltado, definitivamente, a fazer parte dos interesses das agências espaciais. Na última terça-feira, a Rússia anunciou que pretende voltar ao satélite em 2015, antes mesmo da Nasa. O anúncio foi feito por Vladimir Popovkin, diretor da Roscosmos, a agência espacial russa.

Além de um aparelho orbital, chamado Luna Glob , os russos pretendem enviar um módulo de descida à Lua. Sua função será estudar o astro, procurando por água e colhendo amostras do solo.

O país também pretende fazer uma parceria com a Índia e enviar ao satélite uma sonda chamada Luna Resource. Segundo a Roscosmos, o objetivo das missões é abrir caminho para levar astronautas de volta ao astro em 2020.

(Com informações da agência France-Presse e EFE)