Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eclipse solar será parcialmente visível no Brasil; saiba como observar

Parte do Sol ficará encoberta em catorze das 27 capitais brasileiras no fim da tarde

Uma versão parcial do eclipse solar que acontece nesta terça-feira, 2, poderá ser observada em algumas regiões do Brasil no fim da tarde. Durante o fenômeno, parte do Sol será “escondida” pela Lua. O eclipse poderá ser visto em catorze das 27 capitais brasileiras. Em São Paulo, ele vai durar 32 minutos a partir das 17h, com a cobertura de 26% do Sol.

Rio Branco, Porto Velho, Cuiabá, Manaus, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Campo Grande, Rio de Janeiro, Goiânia, Belo Horizonte, Brasília e Palmas também poderão acompanhar a versão parcial do fenômeno. A maior visibilidade será na capital gaúcha, em que 57% do Sol será coberta; a menor na amazonense, com 5%.

Apenas o Chile e a Argentina terão a oportunidade de observar o eclipse total, quando todo o Sol fica encoberto. Na comuna chilena de La Serena, ponto alto do fenômeno, a fase total será às 16h30 (no horário de Brasília).

Os eclipses totais do Sol, apesar de acontecerem com certa frequência no planeta, são visíveis em lugares diferentes em cada ocasião. O de hoje não será um dos mais longos – em alguns casos, os eclipses solares podem chegar a 7 minutos de escuridão, mas, desta vez, ocorrerá por metade desse tempo.

Como assistir ao Eclipse

Para assistir a um eclipse solar é importante comprar um óculos especial, já que ele não pode ser observado a olho nu.

Óculos escuros, chapa de raio X e filme de câmera fotográfica analógica não podem ser usados como substitutos. No Brasil, os óculos especiais podem ser adquiridos apenas pela internet. Outra opção é usar um vidro “lente de soldador”, com coloração 14, encontrado em vidraçarias com um valor abaixo de 10 reais.

O site da NASA também disponibiliza uma transmissão ao vivo do fenômeno, com narração de seus astrônomos em inglês e espanhol. Apesar das previsões da agência, é importante destacar que a situação climática das regiões interfere na visualização do fenômeno.

Turismo Astronômico

Desde junho, o eclipse solar total já movimentava o setor turístico no norte do Chile, atraindo grandes grupos de visitantes dispostos a assistir ao raro fenômeno sob o céu límpido da região.

Em Coquimbo, região que se estende do Oceano Pacífico aos Andes, a demanda dos turistas foçou alguns hotéis a pendurarem placas de indisponibilidade de quartos até o final do eclipse do dia 2 de julho.

Os voos para Coquimbo oferecidos pela LATAM Airlines e também pelas companhias econômicas Sky e JETSMART também acabaram  rapidamente, enquanto segue a contagem regressiva para o grande dia na cidade de costeira de La Serena.

“As pessoas estão enlouquecidas. Elas querem que o dia chegue o mais rápido possível”, disse a moradora local Patricia sobre o frenesi.

Juntamente com algumas partes da Argentina e da Nova Zelândia, o norte do Chile é um dos poucos lugares no mundo que estarão diretamente voltados para o Sol quando a Lua passar na frente da Terra, bloqueando a luz do astro completamente e escurecendo o céu por alguns minutos.

Eclipses solares totais acontecem em uma localização específica a cada 360 anos, em média, de acordo com o Observatório Europeu do Sul.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pedro Maciel

    Eclipse Total hoje apenas na Argentina, no jogo contra o Brasil logo mais a noite….

    Curtir