Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atmosfera é descoberta em planeta parecido com a Terra

Segundo cientistas, a proteção achada em um planeta com massa e diâmetro como da Terra é evidência de que condições para a vida extraterrestre sejam comuns

Pela primeira vez, cientistas detectaram uma atmosfera ao redor de um planeta com massa e diâmetro parecidos com a Terra. Por meio de observações feitas em telescópios, os astrônomos identificaram a possibilidade de que o corpo celeste, batizado de GJ 1132b, esteja envolto por uma camada de água e metano. A descoberta, publicada na revista científica The Astronomical Journal, na última semana, é uma evidência de como as condições para a existência de vida extraterrestre podem ser comuns no universo.

O estudo, conduzido por institutos europeus, identificou a presença de uma atmosfera no já conhecido GJ 1132b com base nas imagens capturadas pelo telescópio MPG/ESO, instalado no Chile e operado pelo Observatório Europeu do Sul. Eles observaram o planeta a cada vez que ele passava em frente a sua estrela, a anã vermelha GJ 1132, localizada a 39 anos-luz de distância (cada ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros) na constelação de Vela, ao sul do céu. Quando visto sob a iluminação de comprimentos de onda infravermelhos, o GJ 1132b aumentava de tamanho, o que, segundo os pesquisadores, sugere a presença de uma atmosfera que é apenas visível sob esta luz.

A partir desta conclusão, os astrônomos simularam diferentes composições possíveis para o sistema e encontraram indícios de que a atmosfera seja rica em água e metano. O interior do planeta, por sua vez, seria rochoso, composto de ferro e silicato. No entanto, com os dados obtidos ainda não é possível delimitar o quão parecido é GJ 1132b com a Terra. Entre as possibilidades, está a de que ele tenha água em abundância e uma atmosfera de vapor quente.

Como as estrelas anãs apresentam um grande fluxo de partículas de raios-X capaz de destruir atmosferas planetárias, a recém-descoberta é a esperança de que a camada que protegem alguns planetas possa resistir a este impacto por bilhões de anos. Como este tipo de estrela é o mais comum no universo, pode ser que muitos outros planetas com atmosferas similares existam, aumentando as chances da existência de vida extraterrestre.

Planetas iguais à Terra

Já haviam sido identificadas atmosferas em planetas similares à Terra. No entanto, todos com uma massa muito maior que a terrestre e, normalmente, gigantes gasosos, como Júpiter. GJ 1132b é o que mais se parece com a Terra em relação ao tamanho. No entanto, ele não é habitável por estar muito perto de sua estrela, com uma temperatura de, aproximadamente, 600 Kelvin, o equivalente a 326ºC.

Com as novas observações, o GJ 1132b ganha alta prioridade para estudos futuros. Instrumentos como o Telescópio Espacial Hubble, o Very Large Telescope do ESO e o Telescópio Espacial James Webb, previsto para lançamento em 2018 podem obter registros mais detalhados do planeta e contribuir para o descobrimento do tamanho da similaridade à Terra.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    Pelo menos, uma boa notícia! Quem sabe, num futuro próximo, quando acabarem de explodir a Terra, não tenhamos para onde ir? Verdade que a temperatura de 250°C , é um pouquinho mais alta que no nosso planeta mas, como tem muita água vai, com certeza, valer à pena! Espero que sim!!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Demetrius Assucena

    “Impressão artística do exoplaneta GJ 1132 b”, como tudo desta pseudociência, inclusive os “astrônomos” simularam diversas composições possíveis para o sistema e encontraram “indícios de que a atmosfera seja rica em água e metano. O interior do planeta, por sua vez, seria rochoso, composto de ferro e silicato.” . Eu gostaria, já que sabem até a temperatura do planeta, mesmo estando a aproximadamente 280 trilhões de quilômetros , porque não tiram logo uma foto, ai não precisariam simular nem de desenhos artísticos.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Demetrius Assucena

    Se metade do dinheiro empregado para este tipo de pesquisa, que não acrescenta nada a vida da pessoa, fosse investido em prol dos habitantes da terra, crianças não estariam morrendo de fome e sede. A verdadeira ciência é a que trás benefícios e produz efeito na vida das pessoas.

    Curtido por 1 pessoa

  4. André Fernão Martins de Andrade

    Demetrius, vá estudar, rapaz!

    Curtir