Clique e assine a partir de 8,90/mês

Vídeo mostra que rapaz perseguiu policial antes de ser baleado

Polícia Militar afirmou que Fabrício Chaves, baleado com dois tiros quando o protesto contra a Copa degenerou em vandalismo, portava estiletes

Por Da Redação - 30 jan 2014, 20h28

Um vídeo divulgado na noite desta quinta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo mostra o estoquista Fabrício Chaves, de 22 anos, perseguindo um policial antes de ser baleado, quando o protesto contra a Copa do Mundo degenerou em vandalismo no último sábado. Alguns instantes depois, outros cinco policiais militares aparecem correndo atrás de Chaves em socorro ao colega.

O estoquista foi baleado no bairro de Higienópolis, no Centro da capital paulista. Nas primeiras imagens de câmeras de segurança divulgadas pelo Fantástico, da Rede Globo, ele aparece fugindo de dois policiais pela rua. Em seguida, ele para e se volta contra um dos policiais, que cai no chão. O rapaz parte para cima do PM caído e, então, o segundo policial saca a arma e efetua os disparos. Logo depois, um terceiro policial aparece na cena.

Ao longo da semana, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo divulgou fotos com o conteúdo da mochila de Chaves: estiletes, explosivos caseiros, uma chave de grifo, óculos de proteção e um frasco de vinagre.

Internado na Santa Casa de Misericórdia, Chaves disse em depoimento à Polícia Civil que sacou o estilete após levar um tiro. A PM afirmou que ele sacou um estilete e tentou agredir um policial antes de ser baleado – levou dois tiros. O caso é investigado pela Corregedoria da Polícia Militar.

Segundo o delegado titular do 4º DP (Consolação), José Gonzaga Da Silva Marques, os indícios apontam para reação em legítima defesa dos PMs. Chaves responde a inquérito por desobediência, desacato e resistência.

Continua após a publicidade
Publicidade