Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Transporte aéreo atingido por greve na França

Atrasos e cancelamentos de voos afetavam nesta segunda-feira os aeroportos franceses devido a uma greve convocada por todos os sindicatos do transporte aéreo para se opor a um projeto de lei que enquadra o direito à greve.

No aeroporto de Paris-Roissy, além dos voos cancelados preventivamente pela Air France, foram registrados alguns cancelamentos imprevistos em voos com destino a Gênova, Nápoles, Istambul e Rio de Janeiro, constatou a AFP.

Fontes aeroportuárias indicaram que foram programados 126 cancelamentos para um total de 1.190 voos (chegadas e partidas) previstos para segunda-feira, mas ainda é difícil prever o que irá ocorrer, já que será preciso levar em conta os cancelamentos imprevistos.

A Air France, que opera 50% dos voos nos aeroportos parisienses de Roissy e Orly, prevê assegurar 80% dos voos de curto e médio percurso e 85% dos de longo percurso, mas afirmou que “atrasos e cancelamentos de última hora são possíveis”.

A amplitude do movimento de greve dependerá da mobilização dos pilotos, apesar de os sindicatos de todas as outras categorias de funcionários de transporte aéreo também terem convocado a paralisação.

Os sindicatos se opõem a um projeto de lei do governo francês que prevê impor aos funcionários a obrigação de se declararem grevistas com 48 horas de antecedência, considerando que tal medida questiona o direito de greve.

O projeto de lei, adotado em janeiro pela Assembleia, será examinado pelo Senado no dia 15 de fevereiro.