Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Tragédia em Mariana: TRF homologa acordo entre Samarco e União

Firmado em março deste ano, o acordo prevê a criação de uma fundação que vai executar programas que visam a reparação e compensação dos prejuízos causados pelo rompimento da barragem em Mariana (MG), em 5 de novembro

Por Da Redação 5 Maio 2016, 16h20

O Tribunal Regional Federal da 1ª região (TRF1) homologou, nesta quinta-feira, o acordo firmado entre a Samarco, juntamente com seus acionistas Vale e BHP Billiton, com autoridades federais e os governos de Minas Gerais e Espírito Santo, conforme informou a Vale. O acordo prevê compensações pelos danos provocados pelo rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG), que ocorreu em 5 de novembro do ano passado e completa seis meses hoje.

Leia mais:

Procuradoria pede R$ 155 bilhões a mineradoras pelos danos do desastre de Mariana

Pelos termos do acordo, a Samarco irá financiar uma fundação que será criada para desenvolver e executar os programas ambientais e socioeconômicos com a finalidade de reparar e compensar os danos causados pela ruptura da barragem, com contribuições como: 2 bilhões de reais este ano, menos o montante já gasto ou alocado para ações de reparação e compensação; 1,2 bilhão de reais em 2017; e 1,2 bilhão de reais em 2018. No total, são 4,4 bilhões de reais nos três primeiros anos.

“De 2019 a 2021, as contribuições anuais à fundação serão de valor suficiente para cobrir os projetos de reparação e compensação remanescentes. Os valores anuais de referência para essas contribuições são de 800 milhões de reais a 1,6 bilhão de reais”, informou a Vale no dia da assinatura do acordo.

A fundação alocará um montante anual de 240 milhões de reais, por um período de 15 anos, para a execução de projetos de reparação e compensação. Esses montantes anuais já estão incluídos nos valores contidos das contribuições informados para os seis primeiros anos. Além disso, uma contribuição única de 500 milhões de reais será realizada para saneamento básico das regiões afetadas.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês