Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

TJ mantém livre atropelador de ciclista na Av. Paulista

Alex Siwek, que fugiu sem prestar socorro e jogou o braço da vítima em um córrego, não oferece risco à sociedade segundo desembargador do TJ-SP

O estudante de Psicologia Alex Kozloff Siwek, que atropelou no dia 10 de março o ciclista David Santos Sousa na Avenida Paulista, permanecerá em liberdade durante as investigações. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) confirmou nesta quarta-feira a liminar que substitui a prisão preventiva de Siwek por medidas cautelares. O universitário, de 21 anos, chegou a ser preso por causa do acidente, mas foi solto em 21 de março.

O relator do processo no TJ, desembargador Breno Guimarães, considerou na decisão que o estudante não tem antecedentes criminais e sua liberdade não apresenta risco à investigação ou à sociedade.

Apesar da confirmação do habeas corpus a seu favor, Siwek está proibido de sair de São Paulo e teve a carteira de habilitação suspensa. Ele terá de se apresentar à Justiça sempre que convocado. O estudante foi denunciado pelo Ministério Público Estadual por tentativa de homicídio.

Leia também:

“Passei a acreditar em destino”, diz estudante que socorreu ciclista atropelado na Paulista

Acidente – Siwek atropelou David Santos Sousa, de 21 anos, de madrugada, enquanto o ciclista pedalava a caminho do trabalho. Sousa teve o braço decepado pelo impacto do carro. Siwek fugiu sem prestar socorro e jogou o braço (que havia ficado preso ao carro) em um córrego no Ipiranga, na Zona Sul. Horas depois, ele se entregou à Polícia Civil. Um exame clínico apontou a existência de vestígios de álcool no sangue do motorista, mas concluiu que ele não estava embriagado na hora do acidente.

(Com Estadão Conteúdo)