Clique e assine a partir de 8,90/mês

Tiroteio provoca fechamento do Bondinho do Pão de Açúcar, no Rio

Um bandido foi detido e um policial foi ferido nas pernas por estilhaços de granada; policiais do BOPE foram acionados

Por Da Redação - Atualizado em 8 jun 2018, 17h25 - Publicado em 8 jun 2018, 16h45

Uma troca de tiros entre policiais e criminosos no bairro da Urca, na Zona Sul do Rio, levou ao fechamento do bondinho do Pão de Açúcar, que fica nas imediações. O local é um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade. No momento do tiroteio, crianças do Espaço de Desenvolvimento Infantil Gabriela Mistral, que fica no mesmo bairro, se preparavam para um passeio, que foi adiado por causa dos tiros. Os alunos tiveram que ficar trancados em salas de aula.

O Batalhão de Polícia de Choque (BPCHq) informou, em nota, que iniciou uma operação planejada pela área da mata em direção as comunidades Babilônia e Chapéu-Mangueira. À tarde, por volta das 13 horas, os policiais encontraram um grupo de criminosos armados e, então, iniciou-se o confronto.  Na troca de tiros, um policial foi ferido nas pernas por estilhaços de granada. O militar foi encaminhado ao Hospital Central da Polícia Militar, onde é atendido sem gravidade.

Um criminoso foi preso ao tentar escapar em direção à Praia Vermelha. Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) foram acionados para ajudar na operação que está em andamento.

Violência

Na última quarta-feira 6, policiais militares do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) realizaram operações em comunidades cariocas, entre elas, no Morro da Babilônia, após moradores serem acordados com tiros de fuzis, pistolas e até explosões de granada no dia anterior.

Na ocasião, dois homens armados foram mortos em confronto com militares. O conflito armado começou depois que traficantes do Comando Vermelho invadiram o Morro da Babilônia.

(Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil)

Continua após a publicidade
Publicidade