Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PV convida Romário para “disputar o que quiser” no Rio

Sem nome forte no estado, partido busca ex-jogador e oferece candidatura ao governo em 2014 e possibilidade de concorrer à prefeitura em 2016 - sonho do "Baixinho" negado pelo PSB

A saída de Romário do PSB encheu os olhos de diversos partidos interessados em ter o ex-jogador na chapa para deputado federal. Esta semana foi a vez de o Partido Verde formalizar o convite ao parlamentar. O presidente do PV, José Luis Penna, vai conversar pessoalmente com Romário. Dependendo da receptividade, a bola será passada à presidente do PV do Rio, Carla Piranda, a dona da ideia de arregimentar o deputado. Carla quer “bater papo” para saber o que Romário pensa de algumas questões caras à legenda, como a descriminalização do aborto e das drogas e a preocupação com o meio ambiente.

Radar: Garotinho quer Romário no PR

A contrapartida exigida por Romário no momento é conhecida: ele quer disputar a prefeitura do Rio em 2016. O PV se colocará à disposição do jogador para satisfazer seu sonho de suceder Eduardo Paes. De imediato, para 2014, o ex-jogador busca a reeleição como deputado federal ou, talvez, uma vaga no Senado. Os verdes vão oferecer as duas possibilidades e ainda o cargo de candidato ao governo do Rio. O PV, que foi bem na disputa à prefeitura de 2008, com o segundo lugar de Gabeira, e em 2010, com o segundo lugar de Marina Silva à Presidência da República no Rio, busca nomes alternativos para voltar a se fortalecer no estado.

Por enquanto, ainda não há informações sobre as afinidades de Romário com os verdes – e nem dos verdes com o ex-jogador. O que se sabe é que o PV precisa se reposicionar no Rio depois de uma eleição municipal em que a deputada estadual Aspásia Camargo, na tentativa de conseguir o cargo de prefeita, recebeu 1,2% dos votos em 2012.

Romário justificou a desfiliação do PSB pela falta de espaço para concorrer ao cargo de prefeito. Mesmo com essa imposição, seis partidos, além do PV, querem o ex-jogador na disputa em 2016. O ex-jogador foi procurado por PR, PRT, PT, PSOL, Solidariedade (partido que está sendo criado por Paulinho da Força, hoje no PDT) e PSC.

LEIA TAMBEM:

PV e Rede: dois partidos e um só eleitorado

Gabeira comanda caravana pelo Brasil para salvar o PV

“Não levei o grupo da Marina tão a sério”, admite Penna