Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Prefeito Bruno Covas deixa hospital, mas irá voltar após o Natal

Internação completou dez dias e incluiu passagem pela UTI para tratar de um sangramento no fígado

Por Da Redação 18 dez 2019, 15h40

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), teve alta na tarde desta quarta-feira, 18, do Hospital Sírio-Libanês, na zona central da capital paulista, onde estava internado há dez dias para fazer um novo ciclo de quimioterapia para combater um câncer no sistema digestivo, quando teve uma complicação.

De acordo com boletim médico, seu estado de saúde é bom e ele deve voltar a ser internado logo depois do Natal, no dia 26, para uma nova sessão de quimioterapia. “Na próxima sexta-feira realizará ultrassonografia abdominal e fará exames de sangue de controle”, informou o boletim.

No último dia 11, foi detectado um sangramento no fígado e o prefeito foi encaminhado para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) após a realização de um procedimento. A hemorragia no órgão ocorreu enquanto os médicos demarcavam a lesão tumoral diagnosticada em outubro.

De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital na ocasião, o sangramento foi controlado. O prefeito ficou dois dias na UTI e os outros quatro na unidade semi-intensiva até receber alta nesta quarta.

Antes de ser diagnosticado com o tumor, Covas foi internado em 23 de outubro no mesmo hospital para tratar uma erisipela (infecção na pele). Dois dias depois, os médicos diagnosticaram uma trombose venosa e exames subsequentes apontaram uma trombose pulmonar.

Continua após a publicidade

Por fim, os exames apontaram um câncer na cárdia, região de transição do esôfago para o estômago, além de uma metástase no fígado e lesões sistema linfático. O prefeito já passou por três ciclos de quimioterapia. Na primeira semana de dezembro, ele voltou a frequentar a academia após o fim da primeira fase do tratamento.

O prefeito tem feito questão de manter a rotina de trabalho e posta com frequência fotos em suas redes sociais de reuniões com secretários no quarto do hospital.

 

 

 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)