Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia encontra 44 barcos em revenda do traficante André do Rap

A principal suspeita é que as lojas eram usadas para lavar dinheiro do tráfico de drogas

A polícia não para de descobrir novidades sobre o traficante André de Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, preso em 15 de setembro, em uma mansão em Angra dos Reis, no litoral fluminense. A mais recente descoberta é uma revenda de barcos, onde os policiais encontraram 44 embarcações.

A empresa, atribuída pela polícia ao traficante, tem duas lojas no Guarujá e uma em Ilhabela, ambas no litoral norte de São Paulo. André do Rap era procurado pela Polícia Civil de São Paulo desde 2014 e apontado como um dos principais líderes do tráfico internacional do PCC.

A Polícia ainda investiga quem são os proprietários dos barcos encontrados. Os funcionários das lojas afirmaram que as lanchas eram comercializadas em sistema de consignação. “O único ouvido até agora parece realmente ter deixado o barco na revenda sem saber que a loja pertencia ao traficante”, afirmou o delegado Fábio Pinheiro, da Divisão Antissequestro do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope). A suspeita é que André do Rap utilizasse as lojas para lavar dinheiro do tráfico.

No dia da prisão, a polícia apreendeu uma lancha, avaliada em 6 milhões de reais, e um helicóptero, ambos usados pelo traficante. A embarcação estava em nome de um laranja, uma empresa cuja sede é um casarão abandonado no centro de Santos, onde André vivia. O helicóptero era alugado pelo traficante. Dias depois da prisão, a polícia apreendeu um veículo de luxo, um Porsche Macan, também atribuído ao traficante.

O traficante André do Rap O traficante André do Rap no dia de sua prisão, em 15 de setembro

O traficante André do Rap no dia de sua prisão, em 15 de setembro (Helio Torchi/Sigmapress/Folhapress)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Apreende tudo … vamos acabar com o trafico de drogas, nao aguentamos mais!

    Curtir