Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia do RJ prende 23 suspeitos em operação contra violência doméstica

Ação ocorre baseada na Lei Maria da Penha, que completa doze anos nesta terça-feira

A Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpre na manhã desta terça 7 mandados de prisão contra acusados de violência doméstica e sexual contra mulheres. Ao todo, 23 suspeitos já foram presos pela ação, coordenada pela Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher (DPAM) do Rio.

As prisões têm como base a Lei Maria da Penha, que completa doze anos hoje. A operação também conta com o apoio das delegacias de homicídios e de outros departamentos da Polícia Civil. Sobrecarregadas, as polícias estaduais têm dificuldades para localizar e dar cumprimento a todos os mandados que chegam diariamente. Por isso, periodicamente realizam ações como a de hoje, especificadas por período ou região, por exemplo, para cumprir um grande volume de decisões de uma só vez.

Na manhã desta segunda 6,, uma mulher grávida foi assassinada no Complexo do Alemão. O principal suspeito é o marido dela. Policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foram chamados para prender o suspeito e prestar socorro à vítima, mas foram impedidos por criminosos armados, que atacaram a guarnição da polícia.

Quando os policiais chegaram ao local do crime, a mulher já tinha sido levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Alemão, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O marido, que havia se deslocado depois do crime para a escola da filha, de 9 anos, na mesma comunidade, conseguiu fugir dos agentes, mas acabou se entregando à Polícia Civil mais tarde, na Baixada Fluminense.

(Com Agência Brasil)