Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Papa encontra jovens da Jornada nesta 5ª em Copacabana

Festa de Acolhida começa às 18h na orla, mas o dia de Francisco começa bem mais cedo, com a entrega das chaves da cidade e visita a uma favela pacificada

Nesta quinta-feira, os peregrinos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) se encontram pela primeira vez oficialmente com o papa Francisco no Rio de Janeiro. É o dia da Festa de Acolhida, que começa às 18h na praia de Copacabana, e terá uma saudação e um discurso especial do pontífice. A organização do evento espera um público de mais de 1 milhão de fiéis – apesar de o total de inscritos na JMJ ser de pouco mais de 355.000 pessoas.

Infográfico: A agenda do Papa na Jornada Mundial da Juventude

Esse, porém, é apenas o último compromisso de Francisco no dia, que começa às 7h30, com uma missa privada celebrada na residência oficial da Igreja, no Sumaré, onde está hospedado. Em seguida, ele recebe as chaves da cidade das mãos do prefeito Eduardo Paes, em cerimônia no Palácio da Cidade. Também será pedida a bênção do papa às bandeiras da Olimpíada e Paralimpíada de 2016. No mesmo evento, o pontífice – fã de futebol – encontra-se com grandes estrelas do esporte brasileiro, como Neymar, Zico e Pelé.

Às 11h, o pontífice visita a favela de Varginha, no Complexo de Manguinhos, Zona Norte da cidade. No local, recentemente pacificado, Francisco pediu para ter contato com os moradores. Além de fazer um discurso e dar sua bênção, ele deve caminhar por uma rua e espera-se até que entre em uma das casas. Diante das constantes mudanças de roteiro somente para atender às vontades do pontífice, não é de se estranhar outras atitudes inesperadas. Francisco não tem medo de se aproximar do povo. Ao contrário, faz questão de caminhar ao encontro dele.

Falando em alterações de agenda, um novo compromisso foi acrescentado à programação do papa na quarta-feira: às 12h30 desta quinta, o pontífice encontra seus conterrâneos, os peregrinos argentinos, na Catedral Metropolitana da Arquidiocese de São Sebastião, no Centro da cidade. “Será uma saudação, um encontro um pouco improvisado”, adiantou o padre Federico Lombardi, diretor da Sala da Imprensa do Vaticano, em entrevista no Media Center da JMJ Rio2013 no Forte de Copacabana.

Leia: Igreja cria mais uma missa para o papa e complica organização da cidade

Feriado – Para que todos os fiéis e moradores do Rio possam circular pela cidade sem maiores contratempos, foi decretado feriado na cidade nesta quinta e sexta-feira. A restrição vale para todas as categorias profissionais e atividades econômicas, como fábricas, serviços, empresas, bancos, universidades, etc. Ficam excluídos do feriado serviços públicos essenciais, como atendimentos de hospitais e postos de saúde, além dos comércios de rua, bares, restaurantes, supermercados, shoppings, galerias, estabelecimentos culturais e pontos turísticos.

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as agência bancárias estarão fechadas. As contas com vencimento neste período, poderão ser pagas sem multa no dia 29, quando o atendimento bancário começa a partir do meio-dia. “Normalmente, as datas de pagamento de tributos já são ajustadas ao calendário de feriados”, explica a Febraban, lembrando que grande parte dos pagamentos pode ser feito pela internet, pelo celular e em caixas eletrônicos, além de casas lotéricas.

Transporte – O metrô vai operar em esquema especial. Nos dois dias, todas as estações abrem às 7h e ficam em funcionamento normal até o meio-dia, aceitando todos os tipos de cartões para embarque. A partir desse horário, começa a operação diferenciada, que se estende até as 5h do dia seguinte, e quando só serão aceitos os bilhetes especiais, vendidos com horário demarcado. Para a viagem de ida, o usuário terá à disposição sete faixas de horário (entre 12h e 19h). A volta poderá ser realizada no período entre 19h e 5h.

Leia também:

Jornada Mundial da Juventude é oficialmente aberta no Rio

Segurança dobra a Igreja: papa desfilará de carro fechado na Tijuca Francisco em Aparecida: “Rezem por mim e até 2017, que vou voltar”