Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Operação em Paraisópolis prendeu 107 em um mês

Desse total, 67 suspeitos foram presos em flagrante, 24 procurados pela Justiça capturados e 16 adolescentes apreendidos

Por Da Redação 29 nov 2012, 15h29

Há um mês em andamento, a Operação Saturação da Polícia Militar de São Paulo na favela de Paraisópolis, na Zona Sul da capital, prendeu 107 – uma média de três prisões por dia. Desse total, 67 suspeitos foram presos em flagrante, 24 eram procurados pela Justiça e 16 adolescentes apreendidos, aponta o balanço divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). Desencadeada após o início da onda de ataques em toda a Região Metropolitana de São Paulo, a operação combate a criminalidade e o tráfico de drogas, além de visar o aumento da sensação de segurança da população. A ação continua sem término previsto.

O governador do estado, Geraldo Alckmin, falou em entrevista coletiva veiculada pela Rádio CBN que os números são um resultado favorável do emprenho redobrado das corporações. “Temos o líder do tráfico da região preso em uma penitenciária de segurança máxima. Nos últimos dias o número de homicídios são zero, latrocínio zero e queda nos furtos”, afirmou Alckmin.

Leia também

Líder do PCC define onde ladrão pode roubar

Polícias de SP terão reunião diária contra o crime

O que está por trás dos atentados do PCC em São Paulo

Continua após a publicidade

O governador aproveitou a oportunidade para elogiar o trabalho do atual Secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo, no cargo há uma semana, Fernando Grella Vieira. “É alguém que tem experiência, liderança e capacidade de trabalho. Acho que São Paulo está com secretário motivado e com uma boa equipe que já recolhe frutos. O resultado de Paraisópolis está aqui”, disse sobre o balanço.

Operação em números – A operação também apreendeu 18 armas de fogo, entre fuzis, espingardas, revólveres e pistolas, e 407 munições, além de uma granada. Também foram apreendidos 59 quilos de cocaína, 344,3 quilos de maconha e 783 gramas de crack.

A Operação Saturação é executada por 500 policiais militares do Batalhão de Choque e do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M). Além do efetivo deslocado para a ação, na operação foram usadas 100 viaturas da Polícia Militar, dois caminhões, 28 motocicletas das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), oito cães, 60 cavalos além de um helicóptero Águia.

No dia 7, a Operação Saturação foi estandida aos bairros da Freguesia do Ó e Parada de Taipas, na Zona Norte da Capital, e Santa Inês, na Zona Leste, além do município de Guarulhos, na Grande São Paulo. Na Zona Norte, 51 pessoas foram presas e outras 14 procuradas pela Justiça, capturadas. Houve a recuperação de duas motos e um carro, quatro armas de fogo, 18 munições, 30 quilos de maconha e 800 gramas de cocaína.

Na Zona Leste, 11 pessoas foram presas em flagrante e um procurado da Justiça, capturado. Oito motos e um carro foram apreendidos, além de 10,5 quilos de crack, 8 quilos de cocaína e 700 gramas de maconha. Em Guarulhos foram presas em flagrante cinco pessoas e capturadas outras quatro. A PM apreendeu ainda 42 veículos, além de 1,7 quilo de cocaína, 152 de maconha e sete armas.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade