Clique e assine a partir de 9,90/mês

Obama fortalece turismo dos EUA, inclusive com Brasil

Por Da Redação - 19 jan 2012, 16h14

Por AE

Washington – O presidente dos EUA, Barack Obama, assinou nesta quinta-feira uma ordem executiva com o objetivo de fortalecer o turismo no país. Obama fará um discurso na Walt Disney, na Flórida, para tratar do tema. Um dos alvos das mudanças introduzidas por Obama é o turista do Brasil.

O documento firmado por Obama prevê que o governo simplifique e acelere o processo de visto para os turistas, além de expandir um programa que permite agilizar a liberação de viajantes pré-aprovados e que representam baixo risco para a segurança norte-americana. O presidente toma a medida como parte de uma campanha mais ampla, para mostrar que faz todo o possível para estimular a economia.

“Todo ano, dezenas de milhões de turistas de todo mundo vêm e visitam a América. E quanto mais gente visitar a América, mais americanos voltarão ao trabalho”, afirmou o presidente em um comunicado.

Continua após a publicidade

Segundo a ABC News, um dos passos que Obama tomará para facilitar o processo é a nomeação de mais 100 cônsules, em países como China e Brasil. A reportagem da rede dos EUA sobre o tema lembra que, no Brasil, milhares de garotas que completam 15 anos querem comemorar com uma grande viagem. “Executivos da Disney World dizem que, por causa dos atrasos nos vistos, os EUA perderam milhares” dessas jovens. De acordo com a rede, Obama anunciará que pretende reduzir o tempo para a retirada de vistos em 40%, e que muitas garotas não precisarão mais passar por entrevistas para ganhar o visto.

A escolha de Obama pela Flórida parece ser notoriamente política, já que o Estado deve ser um importante campo de batalha para a disputa presidencial ainda este ano. Em alguns dias, o oposicionista Partido Republicano realiza sua primária nesse Estado. A Casa Branca, porém, negou essa intenção política, notando que a região é uma das principais zonas turísticas do país.

A Casa Branca afirmou que pretende estimular o turismo nos EUA, tendo como alvo a crescente classe média em países como China, Índia e Brasil. A Casa Branca diz que turistas chineses e brasileiros têm gastado entre US$ 5 mil e US$ 6 mil em cada viagem aos EUA. O turismo representa 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano e garante 7,5 milhões de empregos. Segundo a Casa Branca, projeções mostram que mais de 1 milhão de empregos podem ser criados nos próximos 10 anos, caso os norte-americanos ampliem sua participação no setor de turismo global. As informações são da Dow Jones.

Publicidade