Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘Não daria um centavo por uma sogra’, brinca Ecclestone

Em entrevista ao 'The Sunday Times', o todo-poderoso da Fórmula 1 afirma também ter sido ameaçado durante o sequestro da sogra

Por Adriana Dias Lopes - Atualizado em 7 ago 2016, 16h50 - Publicado em 7 ago 2016, 16h41

Uma semana depois do fim do sequestro de sua sogra, o empresário britânico da Fórmula 1 Bernie Ecclestone revelou ao jornal The Sunday Times ter recebido a imagem da cabeça decapitada de uma mulher não identificada durante o momento dramático.

Ecclestone também revelou ter ficado extremamente abalado com a situação, mas, em tom de brincadeira, complementou: “Nunca tive a intenção de pagar. Todos os meus amigos sabem que não daria um centavo por uma sogra”.

LEIA TAMBÉM:
O maior sequestro do Brasil
Sogra de empresário da Fórmula-1 é resgatada
Como a polícia chegou nos sequestradores

Aparecida Schunck foi sequestrada em 22 de julho no bairro de Interlagos, em São Paulo. Ela é mãe da brasileira Fabiana Flosi, de 38 anos, casada com Ecclestone. O casal mora em Londres. Os dois se conheceram em 2009, quando Fabiana trabalhava na organização do Grande Prêmio do Brasil.

Em 31 de julho, a polícia localizou o cativeiro onde ela estava sendo mantida, em Cotia, na Grande São Paulo, e a libertou. Não houve pagamento de resgate. A polícia prendeu três pessoas envolvidas no crime.

Publicidade