Clique e assine a partir de 9,90/mês

Namorado de jovem assassinada: ‘Tudo que queria era ser acordado por ela’

Jefferson Vianna chegou a receber uma imagem do rapaz que havia oferecido ajuda para trocar o pneu da namorada, momentos antes de sua morte

Por Giovanna Romano - Atualizado em 26 Sep 2019, 22h26 - Publicado em 26 Sep 2019, 11h59

O namorado da universitária Mariana Bazza, de 19 anos, recebeu uma ligação da jovem na terça-feira, 24. Ela avisava a ele sobre o pneu do seu veículo, que havia furado. Mariana havia acabado de sair da academia de ginástica e um estranho ofereceu ajuda a ela. Jefferson Vianna, o namorado, chegou a receber uma imagem do rapaz trocando o pneu. Momentos depois, Mariana ficou incomunicável. Ela foi encontrada morta um dia após o seu desaparecimento.

“Nossa última conversa foi sobre qual o nome que íamos dar aos nossos filhos. Sobre planos de logo morarmos juntos e dividir, mais que carinho, um lar. Sempre reclamei de me acordar cedo quando estávamos juntos mas, hoje, tudo o que eu queria era ser acordado por você”, escreveu o namorado pelas redes sociais. A mãe de Jefferson disse a VEJA que o jovem está inconsolável – ele optou por não dar entrevista.

O casal era inseparável. A última postagem no Instagram de Mariana foi uma foto ao lado de Jefferson. “Sempre que me lembrar de você vou sorrir”, disse a garota. “Saudades daquele seu sorriso que eu adorava e você sempre escondia”, lembrou o namorado na homenagem publicada pelas redes sociais. Ele também lembrou da beleza natural da jovem, do carinho dela e brincou com as situações que a deixavam brava.

“Nunca imaginei que um dia te chamaria de minha namorada. Quando menos esperávamos, estávamos jurando amor eterno. Você se tornou minha companhia, minha melhor amiga, a pessoa que eu queria viver todos os dias de minha vida. Criamos sonhos juntos. Tudo que eu sinto resume em saudades de você. Que nosso Deus te dê aquele abraço que hoje eu não posso te dar. Como me dizia: ‘nunca se esqueça que eu te amo’ e eu respondia ‘nunca me deixe esquecer’. Eu jamais vou esquecer”, afirmou o namorado.

Continua após a publicidade

O corpo de Mariana foi encontrado em uma área de canavial, em uma cidade próxima a Bariri, onde a jovem estava quando o pneu furou. Uma câmera de segurança instalada na fachada de um prédio registrou a abordagem do rapaz que se ofereceu para fazer a troca. O homem teria pedido a ela que levasse o carro até uma chácara do outro lado da avenida. Uma hora depois, o veículo saiu da chácara mas não foi possível identificar o condutor.

Sem ter notícias da jovem, a família recorreu à polícia, que inciou buscas na região com a ajuda de cães farejadores. O carro foi achado vazio em uma cidade vizinha a Bariri. O delegado da Polícia Civil Durval Izar Neto identificou o suspeito. Ele já teve passagens por sequestro, estupro e tentativa de latrocínio, tendo saído da prisão há um mês. Ele foi encontrado no telhado de uma casa e está preso temporariamente.

Confira a homenagem de Jefferson a Mariana:

Continua após a publicidade

Deus coloca as pessoas em nossas vidas sempre por um motivo, lembro a primeira vez que te vi e logo me encantei, mas…

Posted by Jefferson Vianna on Wednesday, September 25, 2019

Publicidade