Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Missa de beatificação de Irmã Dulce será no dia 22 de maio

Rito será realizado no Parque de Exposição de Salvador

Por Da Redação - 25 dez 2010, 15h39

A Arquidiocese de Salvador anunciou que a missa de beatificação de irmã Dulce será realizada no dia 22 de maio, na capital baiana. O decreto de beatificação da religiosa brasileira foi assinado pelo papa Bento XVI no último dia 10 – é o último passo antes da canonização. Designado pelo cardeal arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, dom Geraldo Majella Agnelo, o padre Manoel Filho vai coordenar a missa na qual será realizado o rito de beatificação, no Parque de Exposição de Salvador. O padre também foi responsável pela organização da cerimônia de beatificação de irmã Lindalva, em 2007. A abertura do processo de beatificação de irmã Dulce ocorreu em 17 de janeiro de 2000 e, em 2002, o processo foi levado para análise do Vaticano. Em 2003, o Vaticano fez o reconhecimento jurídico sobre a veracidade do milagre atribuído a irmã Dulce – ocorrido há dez anos. Uma mulher, no interior da Bahia, teve um filho, sofreu hemorragia e agonizou por 18 horas. Segundo o processo de canonização, a família chegou a ser avisada que a paciente não resistiria. A família chamou o padre e ele pediu ajuda a irmã Dulce. Quando os médicos voltaram ao hospital, a mulher estava curada. Irmã Dulce morreu em 13 de março de 1992, aos 77 anos. Seu nome de batismo era Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes – a adoção do nome Dulce foi uma homenagem à mãe, depois de entrar para a congregação Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus.

Publicidade