Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mais duas décadas para o fim do analfabetismo

Por Da Redação - 14 out 2008, 14h25

Duas décadas ainda serão necessárias para que o analfabetismo seja erradicado no Brasil, caso o país mantenha o atual ritmo de combate ao problema. A conclusão é de um estudo divulgado nesta terça-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), realizado com base nos dados da mais recente edição da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad).

A redução da taxa de analfabetismo brasileira entre 2006 e 2007 ficou em 0,4%. O valor está bem próximo à média de 0,5% observada desde 1992 – nesse intervalo, o número de analfabetos no país diminuiu 7,2%.

Em termos absolutos, a região que teve a diminuição mais significativa foi o Nordeste, com 0,8%. Seu índice, porém, ainda é o dobro da média brasileira, que é de 10%, e está muito acima das taxas verificadas no Sul e no Sudeste, onde a cifra não ultrapassa os 6%.

Publicidade