Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

IML confirma 10 mortes durante incêndio em hospital do Rio 

Informação inicial, de 11 corpos encontrados no CTI, não foi confirmada; todos foram vítimas de asfixia provocada pela fumaça

A Polícia Civil do Rio confirmou que 10 pessoas morreram no incêndio que atingiu o Hospital Badim, na Zona Norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira 12. Todas estavam no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da unidade, e morreram por asfixia provocada pela fumaça. O número foi passado pela subsecretária da Polícia Civil, Gisele Pereira, que afirmou ter sido criada uma força-tarefa para lidar com o episódio.

A diretora do Instituto Médico Legal, Gabriela Graça, afirmou, ainda, que nenhum dos corpos chegou ao local carbonizado, mas que eram aparentes algumas lesões provocadas pelas chamas.

Carlos de Sousa, filho de uma das vítimas – Berta Gonçalves de Sousa, de 93 anos, estava no local quando começou o incêndio. Ele relata ter sentido um forte cheiro de plástico queimado após o desligamento da energia. Aos 93, Berta estava internada há três dias no CTI por conta de uma pneumonia. Durante o incêndio, Carlos precisou se separar da mãe por ordens dos bombeiros. “Se não tivesse feito isso, seria eu também a estar deitado aqui (no IML)”, desabafou. Ela será enterrada às 16h no Cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio.

Veja a lista confirmada de mortes:

  • Irene Freiras de Brito, 83 anos
  • Luzia dos Santos Melo, 81 anos
  • Virgílio Claudino da Silva, 66 anos
  • Maria Alice Teixeira da Costa, 75 anos
  • Ana Almeida do Nascimento, 90 anos
  • Berta Gonçalves de Sousa, 93 anos
  • Marlene Menezes Braga, 85 anos
  • Darcy da Rocha Dias, 88 anos
  • José Costa de Andrade, idade não confirmada
  • Alayde Henrique Barbieri, idade não confirmada