Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

IML confirma 10 mortes durante incêndio em hospital do Rio 

Informação inicial, de 11 corpos encontrados no CTI, não foi confirmada; todos foram vítimas de asfixia provocada pela fumaça

Por Bruna Motta, do Rio de Janeiro Atualizado em 13 set 2019, 16h01 - Publicado em 13 set 2019, 13h23

A Polícia Civil do Rio confirmou que 10 pessoas morreram no incêndio que atingiu o Hospital Badim, na Zona Norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira 12. Todas estavam no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da unidade, e morreram por asfixia provocada pela fumaça. O número foi passado pela subsecretária da Polícia Civil, Gisele Pereira, que afirmou ter sido criada uma força-tarefa para lidar com o episódio.

A diretora do Instituto Médico Legal, Gabriela Graça, afirmou, ainda, que nenhum dos corpos chegou ao local carbonizado, mas que eram aparentes algumas lesões provocadas pelas chamas.

  • Carlos de Sousa, filho de uma das vítimas – Berta Gonçalves de Sousa, de 93 anos, estava no local quando começou o incêndio. Ele relata ter sentido um forte cheiro de plástico queimado após o desligamento da energia. Aos 93, Berta estava internada há três dias no CTI por conta de uma pneumonia. Durante o incêndio, Carlos precisou se separar da mãe por ordens dos bombeiros. “Se não tivesse feito isso, seria eu também a estar deitado aqui (no IML)”, desabafou. Ela será enterrada às 16h no Cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio.

    Veja a lista confirmada de mortes:

    • Irene Freiras de Brito, 83 anos
    • Luzia dos Santos Melo, 81 anos
    • Virgílio Claudino da Silva, 66 anos
    • Maria Alice Teixeira da Costa, 75 anos
    • Ana Almeida do Nascimento, 90 anos
    • Berta Gonçalves de Sousa, 93 anos
    • Marlene Menezes Braga, 85 anos
    • Darcy da Rocha Dias, 88 anos
    • José Costa de Andrade, idade não confirmada
    • Alayde Henrique Barbieri, idade não confirmada
    Continua após a publicidade
    Publicidade