Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Haddad e Marta são multados pela Justiça Eleitoral

Segundo decisão da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Haddad divulgou fatos em período vedado pela Lei Eleitoral. Marta fez campanha irregular no Facebook

Os candidatos à prefeitura de São Paulo, o atual prefeito Fernando Haddad (PT) e a ex-prefeita Marta Suplicy (PMDB), foram multados a partir de ações propostas pelo Ministério Público Eleitoral.

Haddad foi multado nesta segunda-feira em 5.329,50 reais, conforme decisão da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, por divulgar fatos, atividades e eventos no site institucional da Prefeitura no período vedado pela Lei Eleitoral, ou seja, dentro dos três meses que antecedem as eleições.

Segundo a decisão, as peças do atual prefeito como “Zona Leste ganha dois equipamentos de atendimento à população LGBT”, “São Paulo recebe prêmio internacional de acessibilidade”, “Haddad participa do lançamento de GeoSampa Cidadão”, entre outras, “não podem ser consideradas mera veiculação de fatos noticiosos, dada a ausência de neutralidade e potencial de influenciar positivamente o eleitor em relação às qualidades de administrador público do atual prefeito”.

O juiz determinou, ainda, a retirada, em 24 horas, de todas as peças indicadas pelo Ministério Público do site da Prefeitura Municipal na internet.

Leia mais
Dória recebe apoio de ex-chefe da máfia dos fiscais

No caso de Marta Suplicy, a candidata do PMDB é acusada de divulgação irregular por meio de propaganda paga no Facebook. Segundo decisão da 1ª Zona Eleitoral desta terça, ficou comprovada de maneira “incontroversa” a contratação de posts patrocinados junto à rede social – modalidade de propaganda vedada pela legislação eleitoral. O juiz condenou a candidata ao pagamento de multa de 5.000,00 reais, além de determinar a retirada imediata dos anúncios.

Ambas as campanhas afirmam que irão recorrer da decisão.

(Com Estadão Conteúdo)