Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Família de Campos agradece solidariedade dos brasileiros

Autoridades e lideranças partidárias prestam solidariedade à mulher e aos cinco filhos do presidenciável, morto em acidente aéreo

O prefeito de Recife, Geraldo Julio (PSB), disse nesta quinta-feira que a morte do ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, representa para ele a morte de um familiar. Ex-secretário de Desenvolvimento Econômico e de Planejamento no governo Campos, Julio chegou a seu primeiro cargo eletivo pelas mãos do padrinho político nas eleições de 2012.

Leia também:

Reinaldo Azevedo: A morte de Campos e o futuro

Radar: Assessores do PSB informaram governo

Governador: ‘Uma tragédia’, diz Geraldo Alckmin

Perfil: Herdeiro de Arraes queria liderar oposição

“Não tenho dúvida de que fica um vazio, mas nesse momento o nosso pensamento está voltado para a família, para as pessoas mais próximas e para o sentimento que a população está tendo de dor nesse momento. Esse é momento em que temos que viver essa dor, esse sofrimento”, disse o prefeito, uma das primeiras autoridades a chegar à casa da família de Eduardo Campos, na Zona Norte do Recife. “Eu ganhei um irmão e agora o perdi”, completou.

Ao lado do presidente do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes, Geraldo Julio disse que a família de Campos está unida. Os filhos do presidenciável Maria Eduarda, de 22 anos, e José Henrique, de 9 anos, são, segundo assessores do PSB, os que mais têm permanecido ao lado da mãe, Renata – Campos deixou cinco filhos, entre eles um bebê de sete meses. A viúva passou esta quarta-feira reclusa em casa, ao lado de familiares e lideranças políticas, amamentou o filho caçula do casal, Miguel, e não falou com a imprensa. “Todos nós estamos apoiando uns nos outros. É importante essa união, tanto de todas as famílias que estão também vivendo essa dor, mas, sobretudo a família e as pessoas mais próximas a Eduardo”, disse o prefeito. Ainda segundo ele, os familiares do presidenciável agradeceram a solidariedade e demonstrações de carinho que receberam de todo o país. “A gente pede que as pessoas possam se unir nesse momento por Eduardo. Essa é uma mensagem que a gente traz da família para todos os brasileiros”, completou.

Nesta quarta-feira, a casa da família de Eduardo Campos foi alvo de uma verdadeira romaria de autoridades, políticos, amigos e familiares. Na manhã desta quinta-feira o movimento ainda é baixo. O prefeito Geraldo Julio e o presidente socialista Sileno Guedes foram os primeiros a chegar, pouco depois das 6 horas da manhã. O candidato Paulo Câmara, apoiado por Eduardo Campos na corrida pelo governo do Estado, determinou a retirada de suas propagandas de campanha em todo o estado.